terça-feira, 10 de novembro de 2009

O nosso Benfica - porto

Sou do Benfica desde que me lembro de ser gente. O Benfica faz parte de mim como se fosse parte imprescindível do meu corpo. Se eu não fosse do Benfica não era eu, era outra pessoa que me mete nojo só de imaginar.
O Benfica faz parte de mim desde sempre. Cresci com Paneira, Mozer, Thern, Valdo e tantos outros. As camisolas vermelhas tão berrantes, o Estádio da Luz enorme, imponente. Quando penso no meu clube, emociono-me. É como se fosse demasiado grande para caber só em mim. O Benfica sou eu, mas é também o meu pai, o D., o F. e o amigo do meu pai que ontem foi connosco à Luz e gritou comigo aquela cabeçada do Javi Garcia (e, como sou doente, ao escrever isto não consigo deixar de fazer um gesto de cabeceamento – perfeito, aliás – e abrir os braços enquanto ouço aquele GOOOOOOOOOOLOOOOOOOOOOOO!!!! que a Luz gritou ontem).

Quero que o Benfica seja campeão como quem quer entrar na faculdade ou um emprego. É de todos os projectos da minha vida aquele a que, claramente, dedico mais tempo a pensar. Quero que o Benfica ganhe o Campeonato e depois outro e depois outro e por ai adiante. As Taças e a Europa são muito engraçadas, mas não me fascinam. Quero o Campeonato. Doentiamente.
Sei que é contigo que o vou discutir. Os lagartos são o comic – relief do campeonato e o braga uns tipos chatos que hão-de ir abaixo (esperamos nós), portanto isto no fundo resume-se a nós e vocês. O Bem e o Mal.
Estou contente com o Benfica deste ano, mas os anos ensinaram-me a desconfiar. Não sei se a equipa aguenta este ritmo e tenho medo que uma boa carreira na Europa nos lixe fisicamente. E para um defensivista como eu, este esquema é uma crueldade permanente para o meu sistema nervoso (aquele tipo da Naval ontem, sozinho desde antes do meio campo, tirou-me anos de vida e roubou-me paciência que eu devia guardar para os nossos netos), portanto temo inclusive que o Benfica seja campeão, mas que eu não chegue a Maio.

Estou doido para que o Benfica mantenha ou alargue a vantagem para o teu clube. Revejo mil vezes por dia os nossos e os vossos pontos fortes e fracos, como se o facto de eu pensar muito no assunto pudesse melhorar o Benfica e piorar-vos.
Amo o Benfica, fiquei doido com o jogo de ontem, passei a manhã a trocar mensagens com obcecados como eu e todos concordamos: é preciso ganhar em alvalade, sim. Mas é preciso ganhar lá como quem tem de ganhar em Vila do Conde ou em Leiria. Fundamental é ganhar ao porto na Luz. Ai sim, decide-se muito disto.
Só penso no Benfica. Quero muito isto. Quero muito o meu Benfica feliz outra vez. Porque o amo. Porque não me faz sentido que vocês ganhem. Porque odeio tanto o teu clube como gosto de ti.

4 comentários:

  1. POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
    http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

    ResponderEliminar
  2. Ninguém pára o Benfica :P Confessa, ias tendo um AVC no remate do Aimar que ressalta no gajo da Naval e aí foi ele por ali fora... E outro no lançamento lateral...

    ResponderEliminar
  3. "remate do Aimar que ressalta no gajo da naval"? Não foi um remate, nem ressaltou em ninguém, o Aimar perdeu mesmo a bola e era o último jogador do Benfica num canto :)

    ResponderEliminar
  4. Cat, foi mesmo um remate bloqueado ao Aimar :P Mas é bom saber que andas atenta aos jogos do Benfica. O bom futebol é contagiante :P :P :P

    Oh M.!! Tiveste perto do AVC ou não ? :)

    ResponderEliminar