segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

A Luz ao fundo do túnel

Chegaram as imagens! Várias coisas: o fóculporto já não é o que era. A "organização exemplar" numa cena de porrada no túnel deixa o João Pinto à porta?! O clube que tem sempre tudo sob controlo comete um erro assim? Isto é como meter o Falcao a jogar a defesa. O João Pinto de fora. Já não é como no meu tempo. Se bem que Sapunaru e Hulk honram velhas glórias como Paulinho Santos e Fernando Couto (o caceteiro do fóculporto, não o central fino que nasceu em Itália e pontificou no Euro 2000. Para mais informações sobre o primeiro ver aqui). Tenho ideia que Sapunaru não jogou, mas vê-se que o rapaz estava com vontade. Já o Hulk lembro-me bem de ter jogado, mas percebe-se agora que estava a guardar as energias para o final (mais uma vez, eu ainda sou do tempo em que a "energia" deles era tanta que até andavam à porrada quando nos marcavam...). Para mim não há grande polémica, e admito já que não vejo muito bem ao perto e que - coincidências! - continuamos sem som no computador cá em casa: Sapunaru e Hulk agridem os stewards. Sinceramente, não consigo discernir mais grande coisa. Aliás, as imagens são um conjunto de frames que mal dão para discutir ou ver grande coisa. Cada um vê o que quer.
Apesar disso, e isto deve ser da minha miopia, não vejo o chefe de segurança do fóculporto em grande perigo no meio dos "mouros". É que pela nota de culpa do instrutor do processo essa é a alegada razão para os jogadores do clube de azul saírem de maneira tão desorientada do balneário. Se alguém o encontrar que avise.
Mais: eu não sou anjinho nenhum. Acredito piamente que os stewards provocaram. E não me choca nada. Aliás, eu, se fosse steward, tinha provocado e bem. Estou farto de ter apanha bolas que dão a bola rápido ao adversário quando nós estamos a ganhar, estou farto que jogadores nossos, lesionados, não se atirem para o chão para o jogo parar e serem assistidos e passamos ali um minuto a poder levar um golito. Estou farto de ser papado por parvo. Estou farto de parecer do ceportém.
Estas imagens são brutais. E porquê? Porque são o símbolo de uma política consciente do Benfica. Finalmente percebemos que temos que deixar de ser meninos de coro e que os podemos fazer cair nestas coisas. Finalmente temos um canal de televisão que passa a mensagem aos adeptos. Já não há "notáveis" a vir mandar bocas. Já não há chibos a virem dizer que vem aí o Totti e dois dias depois aparece o Tote (mas ainda há falhas que permitem que eles saibam que o Ramires vai jogar).
Passámos a ataque: as escutas para a net para descredibilizar, as imagens para mostrar como eles são violentos, "A Bola" finalmente controlada outra vez (sim, não tenho vergonha de o dizer). Estava farto de ter todas as capas a destabilizar, de não ter poder nenhum e ser comido. Deixámos sempre esse terreno para eles. Achámos que bastava ser melhores no campo. Acham coincidência termos estado este tempo todo sem o ser? Se eu gostava que isto não estivesse em guerra civil? Adorava. Discutíamos só a bola em si, era maravilhoso. Mas há muito que o futebol português não é assim. Eles organizaram-se e durante 25 anos comeram-nos vivos. Na primeira vez em que metemos à frente do futebol um tipo que é do Benfica como eu e que percebeu que o alvo são eles, deixámos de falar no café que "o árbitro estava comprado" e temos imagens deles a agredirem stewards na TV. Eu vi o Paulinho Santos a agredir o JVP e o canal que transmitiu o jogo só descobrir as imagens quando outro canal o passou. A diferença desses tempos para agora são um mundo.
Talvez levem o que eu escrevi a mal, mas tenho-vos a dizer que estamos a discutir o campeonato com eles e com um clube controlado por eles, só para terem em mente a dimensão do polvo. O que estas imagens mostram, mais do que quem agrediu quem, é a ferida aberta no clube do Martins dos Santos. É mandar sal. Se formos Campeões (falta muito, muito, muito) por mim até podem dar uma faixa aos stewards.
Eu vi uma equipa com o Paneira, Rui Costa, Paulo Sousa, JVP, Futre, Isaías, Kulkov, Mostovoi, Iuran, Mozer e Schwartz não ser campeã porque éramos uns meninos. Porra, e se éramos melhores que eles... Mas, ao fundo do túnel, podemos finalmente ver a Luz e voltar a discutir o domínio do futebol português. Lamento imenso que tenha de ser assim, mas já perdi a inocência há muito. A eles!
(Weah para steward na Luz, já!)

3 comentários:

  1. Ninguém liga aos teus posts, é só para te sentires melhor ao veres "1 comentário" *

    ResponderEliminar
  2. Como diz o Jesus, os campeonatos ganham-se no campo, nao na net...

    F.

    ResponderEliminar