segunda-feira, 22 de março de 2010

Crónica de uma estação de serviço anunciada

O futebol é um jogo. Onze contra onze, a bola a rolar e muitas emoções à flor da pele. Só que, às vezes, e por culpa de todos, é muito mais do que isso.

As claques do F. C. Porto têm por norma facilitar a escolta policial, mas não é difícil escapar-lhe. Como tal, ontem, cerca das 11 da manhã, uma camioneta dos Super Dragões entrou na estação de serviço de Alcácer do Sal, onde não estavam nem um PSP, nem um GNR. Mas estavam No Name Boys. Não eram sequer duas dezenas e estavam a comer. Quando viram a camioneta, lançaram o que tinham à mão: garrafas de cerveja e uma tocha ou outra. Foram poucos segundos, o tempo que demorou a parar a camioneta e a abrir a porta. Dezenas de portistas saíram da camioneta, já com dois vidros partidos. Os benfiquistas fugiram, porque já não havia mais nada para atirar. Ficou um, sozinho. E as cenas que se seguiram não são dignas de ser contadas.

No entanto, houve um limite. Pararam todos, enquanto o rival jazia no chão, inconsciente. Os amigos deste voltaram atrás, porque nunca se deixa ninguém sozinho. Imploraram para que tudo ficasse por ali, só queriam levar o amigo. Os azuis concordaram. Durante uns segundos, no campo de batalha, houve paz e respeito. Depois os Super voltaram a ir atrás dos No Name, houve pedradas para tentar retaliar nas carrinhas destes, e houve também um telefonema de inimigos a agradecer. Ali, e por muito pouco bonito que tenha sido, salvou-se uma vida.

O dia continuou, com mais garrafas e pedras a partirem várias camionetas do Porto e com uma outra claque do benfica, que não é escoltada pela polícia, a ter o “azar” de ficar na fila para pagar a portagem. Os dragões saíram das camionetas e a polícia, sempre descoordenada, disparou balas de borracha para todos os lados. Faltava o pior: chegar ao estádio.

Foi a PSP que escoltou as claques do Porto, mas era a GNR que devia estar nos arredores do estádio. Durante a semana, vimos conferências de imprensa e comunicados a assegurar que tudo estava controlado. Mil e tal agentes, ui ui. Estava tudo tão controlado que as claques do Porto chegaram ao estádio e a GNR ainda não tinha chegado. Afinal de contas, ainda não tinha acabado a hora do almoço.

E como 2+2 são sempre 4 seguiram-se cenas também muito tristes para serem contadas. Se bem que hoje a imprensa as conta, e mal. «Adeptos do FC Porto estragam a festa», lê-se na Bola. Porque a polícia não teve culpa. E os adeptos do Benfica são civilizados. «Note-se que a maioria dos adeptos encarnados eram mulheres e crianças», escreve o Record. Porque, como toda a gente sabe, nisto da bola a maioria são sempre mulheres e crianças (fica sempre mais giro se dramatizarmos não é?).

Nunca ninguém me verá a defender episódios de violência. Não alinho neles e obviamente que os condeno. No entanto, e como os meus pais me deram uma cabeça para eu pensar, sei compreender o que se passou. Sei que se criou um clima de “tunéles” entre Porto e benfica que só pode dar nesta guerra. Sei que alguns entenderam aquele jogo como isso mesmo, uma guerra, na qual, como diz o jornal i, “o Porto só deu luta fora do campo”. Sei que esses alguns não vestem só de azul, mas também de vermelho. Mas isso sou eu, que estive lá para ver.

31 comentários:

  1. Estou chocada e até fiquei "enjoada" ao ler certas partes do texto...
    Já assisti a algumas cenas de violência entre adeptos de claques, acto que condeno, seja qual for a situação ou o contexto. Mas nunca chegaram perto de "ficou um, sozinho" ou "pararam todos, enquanto o rival jazia no chão, inconsciente"...
    Ainda bem que não estava presente...

    ResponderEliminar
  2. Pois é Patricia, eu sei que é triste esta realidade mas de uma coisa te garanto, que se o elemento que ficou sozinho estivesse de azul entre vermelhos a minha certeza era q n estava inconsciente mas estaria morto...

    uma coisa importante nestas andanças é que nunca se abandona ngm, juntos sempre.

    ResponderEliminar
  3. Só um aparte...a camioneta dos No Name que esteve na fila da portagem pra pagar,foram eles os primeiros a lançar garrafas e pedras...foram os primeiros a sair pra fora,só que acertaram foi num carro em vez dos autocarro dos super.isso vi eu,ninguem me contou!

    ResponderEliminar
  4. Carla, porque tens tanta certeza disso? Se calhar, percebes que o ódio de morte que certa génese de azuis tem pelo Benfica acaba por também ter efeitos contrários... O futebol é para ser levado com desportivismo. Qd se entra neste tipo de campo, muita coisa vai mal, mas também nao vale a pena fechar os olhos porque todos de onde é que este ódio começou a ser instigado.

    Já agora C. (não sei qual o teu nome), se dizes que os de vemelho também andaram a fazer merda, o que é que tu sabes que os vermelhos fizeram que tu não contas? Uma coisa é verdade, das imagens televisivas que vimos durante o dia, a caldeirada toda tinha sempre o mesmo denominador comum: azuis. Não sou eu que o digo. São as imagens televisivas.

    ResponderEliminar
  5. A camioneta não era dos NN mas sim dos DV.

    ResponderEliminar
  6. Sim, quem aqui anda à algum tempo sabe que se é camioneta nunca pode ser dos nn... lol

    Quanto as imagens televisivas que eu tive o desprazer de ver, é uma realidade que só se vê o azul, quem esteve la sabe q nao foi so o azul e o caso alcacer do sal é 1 exemplo, as imagens ve-se super dragoes e policia...nao alargam o angulo pk ai ja vias mais alguma coisa. PArece-me que és inteligente Jonathan por isso acredito que tenhas entendido que na televisao só passa o que os editores quer que passe.

    ResponderEliminar
  7. (Sim, a camioneta era dos Diabos)

    Jonathan: os vermelhos lançaram tudo o que havia à mão. Vários vidros partidos provam isso. Mas tu não tens culpa, as imagens televisivas é que te enganaram.

    ResponderEliminar
  8. Daqui uns dias faz uma pesquiza no youtube e já vez o que as televisoes nao quizeram mostrar!

    ResponderEliminar
  9. nao posso deixar de referir aquela bela imagem da tvi de 1 telhado todo partido, numa casa degradada onde dizem "os super dragoes destruiram tudo por onde passaram" looooooool Eu dps desta acho que o granizo que caiu no alentejo tb fomos nós q atiramos pedra do ceu lolol

    ResponderEliminar
  10. E toda a gente sabe que há fome em África porque os adeptos do Porto roubaram a comida toda das estações de serviço.

    ResponderEliminar
  11. Querem vender-me a ideia que as imagens só captaram merda feita por azuis porque... os editores quiseram? Isto é engraçado. É a teoria da santificação aplicada na A2. Todas as televisões passaram as cenas que passaram e os editores resolveram que a caldeirada era apenas para ser vista do lado dos azuis. É porreiro, sim senhor. Toda a gente sabe que a estupidez não paga imposto, mas isto é imbecilidade a mais. Qual é a argumentaçao para defender essa teoria? Tendo em conta que as televisões estão mortinhas por vender sangue feito pelas claques sem olhar a côres... não é isto que todos nós sabemos e vivemos semana após semana a seguir os nossos clubes? Arranja outra razão, essa é demasiado rebuscada. ja agora explica-me como é que as camionetas dos sd ja estavam em alcacer do sal as 11 e meia da manha. A q horas sairam la do burgo?

    ResponderEliminar
  12. os super dragaoes sao sempre os maus da fita. sao os que matam, sao os que queimam autocarros, sao os que estao em tribunal por crimes organizados. Tenho orgulho em ser superdragao.

    su

    ResponderEliminar
  13. Chamas burgo a lisboa? lol

    ResponderEliminar
  14. O texto tá muito bem escrito e tenta (mesmo o leitor sabendo qual a preferência clubistica da "bloguista") não apontar o dedo a um ou a outro lado...
    É pena certo(s) leitor(es) pegar(em) num texto que me pareceu pacífico e querer(em) fazer guerras... mas como disse a "bloguista" «se o elemento que ficou sozinho estivesse de azul entre vermelhos a minha certeza era q n estava inconsciente mas estaria morto...»

    ResponderEliminar
  15. Catarina, quando os azuis chegaram ao estádio do algarve havia apenas adeptos comuns por lá. Eu sei porque lá estava tranquilamente acampado já a essa hora.-

    ResponderEliminar
  16. Jonathan: eu estive lá e isso chega-me para apontar o dedo a televisões, jornais e a quem muito bem me apetecer. E não discuto mais com quem não esteve.

    T: estavam adeptos comuns, em carrinhas de nove lugares e com cachecóis dos NN. E eu não falei só da chegada ao estádio.

    O que eu tentei com este texto não foi passar a mensagem de "nós somos bons, os outros são maus". Senti-me quase na obrigação de contar o que presenciei porque não vi a história bem contada em nenhum lado. Quem quiser acredita, quem não quiser que continue em casa a ver na televisão.
    Agora não me peçam é para ficar calada quando não leio nos jornais o que os vermelhos fizeram. Não me peçam para ficar calada quando se tenta passar a mensagem dos anjinhos VS os animais.

    As claques do Porto são escoltadas pela polícia, enquanto outros vão em carrinhas pagas pelo Orelhas e fazem o que bem lhes apetece porque estão sozinhos. O Macário veio queixar-se dos prejuízos, mas não deve ter reparado que quem andou por Faro não foi azul.
    Isto não pode ficar assim, nem para um lado, nem para o outro. Os clubes devem e têm de ser responsabilizados. O meu eu sei que é. Ficamos sempre com a imagem das bestas que limpam tudo o que vêem à frente. Agora os outros claro que não. Os outros são civilizados e o benfica tem mão neles. Só apregoa isto ou quem não conhece este mundo ou quem quer esconder este mundo.

    ResponderEliminar
  17. Eu só falei da chegada ao estádio porque eu estava lá. E aí sei que os adeptos do Benfica nada fizeram para proporcionar o que sucedeu. Praticamente não havia grupos de apoio... E tenho testemunhas disto :P Basta perguntares à nokas.

    Tudo o resto que se passou antes, é deplorável, de um lado ou de outro, mas não me pronuncio porque não vi, e pouco sei, apenas me contaram algo do que sucedeu nas portagens, bem como da vontade em colocar um elemento adversário no porão dum autocarro. Mas como referi, não estava, não vi, não comento. Apenas uma palavra: Lamentável.

    ResponderEliminar
  18. sarah_ the_fófi_one, talvez não tenhas percebido bem o que eu tenha escrito, por isso não vale a pena debater ctg.

    Anonimo, pelos vistos enfiaste a carapuça. Percebeste?

    C. com tanta câmara, com tanta objectiva, com tanta sede de mostrar sangue, é de facto curioso que só se vê é azuis. Azuis a parar na A2. Azuis no tejadilho a mandar pedras (há imagens que até mulheres são alvo de pedradas...). Azuis a saírem das camionetas nas portagens para armar confrontos. Azuis a meterem-se com quem não tem nada a ver com estas guerras. É mesmo engraçado como é que conseguem sonegar os vermelhos desta confusão toda. Eu não estive lá, mas já presenciei muita coisa ao vivo por parte desses teus camaradas. A imagem de marca é sempre a mesma. Escoltados mas com via aberta para fazerem o que quiserem. Terrorismo legalizado, para quem quiser entender.

    ResponderEliminar
  19. Eu acho que todos têm razão. Eu penso é de outra maneira e sejam eles quem forem, fazem porcaria deviam ser detidos e soltos só quando o jogo acaba-se. Eu lembro-me o ano passado na luz, um tipo entrou em campo e deu um carolo no fiscal de linha e foi detido pela policia, ate ao fim do jogo e o proprio benfica proibiu de ver os jogos durante a epoca inteira, alem de a nivel civil foi punido com comparencias na esquadra á hora do jogo. Bem dito isto eles andarem á porrada entre eles e ainda têm como recompensa ir ver o jogo!!!!!!!!!! O problema não são estas quizilias que sempre vao haver o problema são os proprios responsaveis dos clubes e toda aquela matilha que anda por lá.

    ResponderEliminar
  20. Jorge Frias: tens razão, é penoso como é que estas coisas nos deixam sem falar de bola.

    T.: não pergunto à nokas, seja a nokas quem for, nem tenho de te perguntar a ti porque estava lá. O primeiro grupo de adeptos do benfica estavam à volta de carrinhas de nove lugares e tinham cachecóis dos NN. Mais à frente, tinhas um grupo de adeptos a mandar coisas, mostrar rabos e a tentar passar pela polícia. E depois tinhas o tal grupo que como diz o record "na sua maioria eram mmulheres e crianças" (nunca me páro de rir com isto lol) e que infelizmente era o que estava mais perto (outra na mouche da organização).

    Jonathan: continuo a dizer que não discuto com quem não esteve lá e muito menos com uma pessoa que acha que o Mal no mundo está personificado nos adeptos do Porto.

    Ao último anónimo: a polícia tem medo das claques, é um facto. Ninguém é detido. E depois às tantas lembram-se de cercar uma estação de serviço e levar para a esquadra toda a gente, mesmo os inocentes (já aconteceu. e com o Porto claro, porque os outros não fazem coisas más). Quanto ao diabo de Gaia, ele foi a mais jogos nessa época e continua a ir. E não é só o diabo de Gaia que a direcção do benfica faz de conta que não vê. Os NN são apoiados pelo benfica não oficialmente.

    ResponderEliminar
  21. O Diabo de gaia teve um ano sem ir à bola. A nokas é a Ana, tua conterrânea.

    ResponderEliminar
  22. Não faço ideia quem é. E não, não esteve. Há imagens televisivas que o comprovam.

    ResponderEliminar
  23. C. nem é como o T diz, nem é como tu dizes. O Diabo de Gaia esteve uns meses a ir à bola depois do episodio na Luz. Só uns meses depois do jogo é que foi condenado e impedido de ir à bola (não sei por quanto tempo, mas acho que ja está disponivel para repetir a dose).

    C., o facto de não estar lá não me dá menos direito do que tu de falar sobre o assunto. Sabes pq? Pq já estive noutras situaçoes em que tu nao estavas, presenciei cenas que tu não viste. Achas que é isso que interessa? Ou o facto de termos historias para contar que nos dá argumentos para debater um assunto? A não ser que não tenhas mesmo argumentos (o q nao acredito), então considero normal a tua decisão de não quereres discutir cmg, é ctg.

    Qual é o problema dos NN serem apoiados "por fora" pelo SLB? Entre a merda que é feita por vermelhos e azuis, acho que é muito mais grave os que se legalizaram não serem devidamente punidos pelos confrontos e violencia que geram, do que aqueles que não foram por esse caminho. Afinal de contas para que serve a lei? Caricato.

    ResponderEliminar
  24. A lei não serve rigorosamente pra nada, senao as claques legalizadas tinham direitos e deveres, e as nao legalizadas n tinham direitos nenhum, mas no caso concreto dos nn entram no estadio cm grupo organizado com material...onde esta o rigor e o cumprimento da lei? pois nao me parece que exista!

    ResponderEliminar
  25. E eu mantenho: o Diabo de Gaia esteve 1 ano sem ir á bola. E eu sei porque o lugar dele era 4 filas à frente do meu, na Luz.

    ResponderEliminar
  26. Anónimo, tens noção do que dizes? Sabes ou estás informado do que diz a lei 16/2004? Com esse comentario, provaste que nada sabes sobre essa lei. Dou-te uns pozinhos: a lei não impede a utilização de material de grupos não registados (ao inves de não legalizados como tu, e mal, referes). O que a lei diz é que não pode entrar nem ser exibido nas bancadas material de caracter xenofobo, racista ou de caracter violento. Acusas falta de rigor e incumprimento da lei qd tu és o primeiro a provar total desconhecimento dela. Informa-te primeiro, sê reactivo e não reacionario.

    ResponderEliminar
  27. Eu acho que as claques dão um brilho especial aos jogos, eles apoiam quando tudo o resto esta calado. o que aconteceu no algarve tem mais a ver com a falta de coordenação entre os diversos ramos das nossas policias,nao me digam que os tipos da psp que andam com as claques não tem um radio ou um telemovel para comunicarem uns com os outros. Alem de achar que a gnr nao tem estofo para estas coisas, e tem um porta voz que é um grande cromo a dizer que udo aquilo foi normal. olha se nao fosse. foi mal coordenado e isso a administração interna devia levar um sumarissimo, a liga nao coordenou e ainda pagou uma pipa de massa

    ResponderEliminar
  28. Voçes andam todos doidos?Nao sabem ja todos o que sao os jogos Benfica Vs porto em campo neutro?O que se passou neste jogo, comparado com os 2 ultimos(jamor e coimbra 2004)nao passa de uma brincadeira de meninos, a diferença é que desta vez as televisoes filmaram, e filmaram os super claro, devido à sua aglomeraçao e show off.

    F.

    ResponderEliminar
  29. 1 ou 2 jogos a seguir ao jogo com o porto ouve uma deslocação a guimaraes onde o diabo de gaia ja esteve presente.

    ResponderEliminar
  30. Sim, verdade. Depois entretanto foi concluído o julgamento em que teve de ficar 1 ano afastado dos estádios.

    ResponderEliminar