quarta-feira, 14 de abril de 2010

E=mc2

Sou uma pessoa de Letras, mas apaixonada por Matemática. Talvez por isso adore teorias. O M. vem lá das Ciências e é muito céptico em relação às minhas teorias. No entanto, e como qualquer namorado que se preze, no fim dá-me sempre razão.

Serve esta introdução para vos apresentar a minha teoria da relatividade.

Quando vivia no Porto era normal ser do FCP. Na escola toda a gente era portista menos o cromo do benfica, na faculdade conheci a primeira tripeira do sporting e era “caricato” conhecer um rapaz de outro clube na noite.

Ver o derby de Lisboa à distância era, lá no fundinho, sentir um bocado de inveja daquele ódio interno, porque nós nunca tivemos rival à altura na nossa cidade (nota: saudades do boavista e do salgueiros!). Normalmente, um benfica-sporting era uma luta diabólica pelo segundo ou terceiro lugar e era bonito de ver. Era, e continua a ser, o maior jogo de Portugal.

No entanto, a minha perspectiva mudou quando a minha vida passou a ser em Lisboa. Eu sou a croma do Porto e é “caricato” falar comigo, ainda por cima com sotaque. E o choque total chegou: eles odeiam-nos é a nós.



Eles estavam habituados à sua capital pacata, onde os festejos foram desaparendo ao longo dos últimos 30 anos. Eles odiavam-se porque tinham de aturar os vizinhos a gritar golo, mas o barulho foi desaparendo ao longo dos últimos 30 anos. Eles tinham de se cruzar no escritório, no metro, no jogging matinal de domingo, mas os sorrisos provocadores de ambos os lados foram desaparendo ao longo dos últimos 30 anos.

De repente, acordaram. Os parolos da aldeia é que estão a festejar, os golos ouvem-se a 300 quilómetros de distância e os “cámpiões” passaram a ser com sotaque. Mas que ultaje! Que blasfémia! Quem se atraveu a tal?

O Porto é horrível. As pessoas não sabem falar, dizem muitas asneiras, são fanáticos, as mulheres têm bigode, os homens só grunhem e ainda por cima não têm um Starbucks. Não é um mundo civilizado e é estranho terem tantas pontes (ainda que não saibam ao certo quantas são). A Ribeira cheira mal, na Sé há muita droga e ainda hoje estão para descobrir porque dizem “estação de Campanhã” em vez de “estação da Campanhã”. Vá-se lá perceber como é que aquela gente é feliz.

E o clube ainda é pior. Só ganham por causa dos árbitros, o Pinto da Costa é o Mal e os jogadores são feios, porcos e maus.



Sentem-se humilhados todos os dias. Pensam: isto vai mudar, tem de mudar… Mas nunca muda. Um ano ganha o sporting, um ano ganha o benfica, e oito ganha o Porto. E isso revolta-os. Deixa-os frustrados, envergonhados. Sentem-se mais pequenos do que a meia dúzia de brutos do Norte. Que vexame!

Por isso, tornou-se normal que um benfica-sporting seja, afinal, um “a quantos pontos estamos do Porto?”. Eles insultam-se, claro, mas no fundo estão só a descarregar o que não podem descarregar no cromo do Porto que já se vai cruzando com eles no escritório, no metro e no jogging matinal de domingo.

E quando, naqueles anos excepcionais, é possível descarregar num cromo do Porto... por momentos... são felizes. Imaginam-se no Marquês, fantasiam uma reviravolta na tendência dos últimos 30 anos, orgasmam-se durante sonhos do fim do (Futebol Clube do) Porto.

Estão no seu direito. Vão ser campeões e têm de gozar com alguém. Uns com os outros já não podem porque lembram-se que, ano após ano, só vão trocando o segundo e o terceiro. Por isso, restam-lhes os parolos. É ESTE ANO! VAMOS APROVEITAR! TEMOS TANTA COISA POR DIZER! ANDEI CALADO DURANTE TANTOS ANOS, DEMORO DUAS HORAS PARA CHEGAR AO EMPREGO TODOS OS DIAS, O MEU PUTO TEM A MANIA DE DIZER QUE É DO PORTO E JÁ NÃO AGUENTO AQUELES TEXTOS DA CATARINA!

Daí a minha teoria. Hoje, em Lisboa, o ódio dos rivais é relativo porque o que realmente interessa é odiar o Porto. Eu gosto, acho giro, é bom sinal. Este ano não me posso refugiar na minha aldeia, com os meus brutos, mas nós não precisamos de uma poção mágica para nos defendermos. Temos o nosso orgulho, a nossa honra e um passado muito, muito recente na vossa memória.

"Estamos no ano 50 antes de Cristo. Toda a Gália foi ocupada pelos romanos... Toda? Não! Uma aldeia povoada por irredutíveis gauleses ainda resiste ao invasor. E a vida não é nada fácil para as guarnições de legionários romanos nos campos fortificados de Babaorum, Aquarium, Laudanum e Petibonum..."

A história continua.

4 comentários:

  1. Boas,
    O "odio" ao fcp têm mais adeptos apenas e só porque o nosso eterno rival ( scp ) desistiu de querer ganhar e contenta-se em ser vassalo e agora uma cópia de má qualidade do fcp competir pelo 2º lugar não é o destino do BENFICA o nosso objectivo é ser CAMPEÃO por isso o "odio" ao fcp .
    Quanto ao scp acredita que vitorias contra eles são sempre as mais saborosas mas o nosso campeonato não é da segunda circular o segundo é o primeiro dos ultimos por isso tivemos que nos virar para quem nos dá luta apesar das "trafulhices" que é o fcp mas nunca por nunca nos ouviste a festejar contra alguém nos festejamos por nos BENFICA e lindo lindo é ver o fcp e agora o braguinha a cantar SLB SLB SLB....
    Vemo-nos no Marques e aproveitem a EuroLiga....

    CARREGA BENFICA

    ResponderEliminar
  2. Essa sua dissertação acabou de dar razão a quem vos acusa de provincianismo...
    Toda a gente sabe que o ódio a Lisboa - e não o contrário -, foi instigado por Pinto da Costa e o seu amigo falecido. Quem disse que o Diabo é vermelho? Quem disse que quer ver Lisboa a arder? Quem se refugia num provincianismo saloio para atacar a Capital?
    Não sabia que o Porto tinha decreto para falar em nome do Norte, muito menos o FC Porto. Por isso, não confunda cidades com clubes como faz o presidente do FCP. Felizmente que a maioria dos portistas não se revê nesse discurso bafiento e ultrapassado. E sabe porque falo assim: porque moro perto do Porto!...

    ResponderEliminar
  3. O que me apraz dizer sobre esta teoria está espelhada no próprio post:

    http://1.bp.blogspot.com/__7vkrBmY2Xo/S8W9EkCv3KI/AAAAAAAAAQo/Q2okU4OAI6g/s1600/asterix_2.jpg

    ResponderEliminar
  4. Muito bom!!!! Adoro a maneira como escreves e admiro perceberes tanto de bola (de bola e não só..lol). Pena seres tripeira, Cat =P ehehe

    ResponderEliminar