quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Operação Coração: vamos ajudar o benfica

Quarta-feira, dia de greve geral, a primeira da minha curta vida de trabalhadora. Fiquei em casa porque trabalho muito e ganho pouco, porque para o ano vou pagar mais luz, água, telefones, comida, roupa e todos esses meus "luxos" e porque este país está, a bem dizer, uma valente merda. Perdi um dia de salário e nada vai mudar, mas pelo menos dormi bem.

Ou teria dormido, se neste dia não tivesse acontecido o pior cenário possível para Portugal. Não, não chegou o FMI. Ainda não, os salários não foram cortados novamente. O benfica é que não ganhou a Champions.

Alguns dir-me-ão que a Liga dos Campeões não é bem a Euroligue, que poucos a conseguem ganhar, que o Platini fez isto de forma a que só os grandes da Europa a alcancem. Verdade. Mas Jorge Jesus tinha prometido vencer a prova e eu, ao contrário de muitos ingratos, não duvido do homem.

Estava plenamente convencida que o benfica ia levantar aquela Taça em Maio. Mesmo quando levaram baile de uma equipa alemã e outra francesa que estavam em decadência. Eu acreditei! Mesmo quando levaram 5 dos maus lá de cima. Eu acreditei que nos podíamos concentrar em trazer a Champions para Portugal!

Mas, pelos vistos, os judeus voltaram a lixar o Jesus. Portanto, o futuro adivinha-se negro. No futebol, só podemos falar do Barça-real da próxima jornada, porque somos todos pelo Mourinho, pelo Rónáldo e pelo Di Magia (o Ricardo Carvalho e o Pepe são feios). E venha de lá esse fundo europeu, esse FMI, qualquer coisa que nos ajude a levantar o benfica, porque este país assim não vai para a frente.

P.S. Sábado, em alvalade, serei aquela que vai estar sempre a cantar pelo Moutinho. Como sempre, aliás, mas agora a música é outra.

Sem comentários:

Enviar um comentário