sábado, 29 de janeiro de 2011

Por aqui nada de novo

Continuo sem perceber a euforia Benfiquista. Sálvio traz mais dinâmica ao ataque, mas cada contra golpe adversário é um perigo e só a mediocricidade geral do futebol português nos vai permitindo ganhar jogo atrás de jogo com maiores ou menores sobressaltos. São inúmeras jogadas de igualdade numérica contra a nossa defesa e só mesmo a qualidade individual nos vai permitindo sobreviver a tanto desacerto táctico. Tem sido, aliás, a história de 2010/11: qualquer equipa acima do medíocre nos tem ganho.

Não deixa de ser curioso, ainda assim, que não fosse a selvajaria do inicio da época (roubo em casa com a Académica, livre do primeiro golo do Nacional não foi falta e o grande Olegário em Guimarães) e talvez o campeonato não estivesse já decidido. Mas a história é escrita por quem tem o poder e vamos ter que ouvir, durante anos, que Elmano Santos (o do porto - Setúbal) roubou a favor do Benfica quando não nos marcou dois penalties a favor, expulsou mal Coentrão e não expulsou um jogador da Académica. Faz lembrar aquele Benfica - Nacional que o Rúben Micael (grande época, rapaz!) achou muito polémico e acabou 6-1 com o golo do Choupanense em fora de jogo.

E assim vai o futebol português. Os verdes definham e nós continuamos com este espírito permanentemente bem disposto. Uma patetice. Se estivéssemos estado atentos não nos tinham feito a folha nas primeiras jornadas e não tínhamos tido a pior política de contratações de sempre. Talvez assim não ouvíssemos idiotas dizer que nunca ninguém ganhou 3 Taças de Portugal e que "do Benfica só queria o Elmano Santos."
É triste ouvir bocas do clube que ainda não explicou porque pagou uma viagem ao Brasil a um árbitro que lhes deu títulos. E não digo isto de forma irónica. É mesmo triste. Se nos tivéssemos preparado, se estivéssemos ao nível da época passada, não tínhamos que trocar bocas com os azuis.

E até isso mudar, continuo sem notícias da frente vermelha. Pode ser que cheguem um dia destes. Até lá, vou continuar a não achar normal que o David Luiz marque penalties da despedida com 1-0 e depois não saia.

Sem comentários:

Enviar um comentário