quinta-feira, 21 de abril de 2011

Obrigada, campeões

Não tenho palavras para vos descrever o orgulho que tenho em ser do FC Porto. É mesmo uma coisa que não se explica. Hoje, ao contrário do que sempre rogo, sinto-me mesmo melhor do que os outros todos.

Ontem, não fui à luz. Dizem que não se deve voltar ao local onde se foi extremamente feliz. E eu não queria estragar a noite mágica do dia 3 de Abril. Como pessimista convicta, achava que o Porto não ia conseguir dar a volta ao resultado. Agora sinto-me um bocado estúpida.

Por isso, fui jantar com amigos a um restaurante tipicamente lisboeta, que é como quem diz cheio de mouros. Na primeira parte, parecia que ninguém estava interessado na bola. As pessoas conversavam e riam alegremente, comia-se e bebia-se bem, estava uma noite agradável.

Mas o Porto entra em campo na segunda parte com outra cara. Começa a sentir-se aquela garra tão única da nossa gente, aquele querer assoberbado, aquela vontade de atropelar quem se atravessar à nossa frente. Eles vêm aí. Os que dominam o futebol português nos últimos 30 anos, os que já ganharam tudo (perdoem-me, vergonhosamente falta-nos uma Taça Lucílio), os que lhes dão pesadelos à noite. O restaurante começa a tremer.

João Moutinho, ele mesmo, o jogador à Porto - que exibição! -, deu o mote. Sou a única a gritar golo (com a ajuda da B.). Peço desculpa aos lagartos presentes e eles nem percebem. O resto parece que já adivinha o fim da história.



Hulk e Falcao matam-nos. Grito uma e outra vez, parece que estou na luz outra vez. Eles desesperam. Dizem asneiras (poucas, porque em Lisboa a malta é contida), a R. insulta o Jesus, revivem o último clássico. Como é que é possível? O Porto está outra vez a humilhá-los na própria casa.



O penalty inventado fá-los saltar da cadeira. “Foda-se, não é nada!” foi a única coisa que me ocorreu dizer, correndo risco de vida. O A., lampião com olhos na cara e muito viajado, diz que “não é penalty nem aqui nem na China”. Enfim, o normal.

O FCP continuou majestoso, mas aquelas almas gritavam cada vez que o benfica passava do meio-campo como se o Mantorras estivesse prestes a entrar. O benfica é isto: é alegria, é “acarditar” que desta não foi, mas da próxima é que vai ser.

No fim, nem precisei de dizer nada. Estendi os braços e vi que Villas-Boas o fazia exactamente como eu. Porque ele não é só o nosso treinador, ele é tão portista como nós. Ele sabe que montou uma equipa genial, mas, ao contrário do outro, não festeja como se ele tivesse ganho aquilo sozinho. Festeja como um adepto, é um de nós.

Silêncio no restaurante. Entram dois homens, um deles com uma camisola do slb envergonhada por baixo do casaco, e sentam-se na mesa do fundo. Pedem duas cervejas e ficam ali, calados, a olhar para o vazio. Gosto de imaginar o que estão a pensar. Sabe mesmo bem saber que eles sabem que nós somos muito melhores.

Preocupei-me imediatamente com o M.. Ele é um grande benfiquista e não merece sofrer tanto com uma coisa que é tão importante para ele. Custa-me um bocado por ti, sabes? Custa-me pelo meu sogro, que é o lampião com mais sentido de humor do mundo. Custa-me pelo F., que acha que o benfica é o melhor clube do mundo. Custa-me pelo D., que a esta hora já deve estar a tocar uns acordes de Pólo Norte.



Bora a Dublin?

5 comentários:

  1. Falas de penalty inventado mas não de fora de jogo mais que evidente no 2º golo. Então e a coerência?

    Nevertheless, passagem mais que justa. Quem tem medo de ganhar, arrisca-se sempre a perder.

    Agora que ganhe o guimarães! lol

    ResponderEliminar
  2. O F. nao acha que o Benfica é o melhor clube do mundo, o F. acha é que o Benfica é o maior clube do mundo e, assim sendo, so tinha é de ser o melhor clube de Portugal e um dos maiores do mundo.Se nao o é, entao algo esta mal.
    Nao me custa a admitir(fodasse, custa pa caralho) que voçes foram e sao melhores que nos, mas tambem sei que nao é so merito vosso, nos ajudamos e muito, com esta mentalidade mesquinha que temos por um dia termos ganho tudo e acharmos que o Eusébio ainda joga.Mas isto um dia muda, com suor, trabalho e a morte do Pinto, o futebol voltará para mim a fazer sentido.
    Estou triste, magoado, doente mesmo, obrigado Benfica, Jesus e palhaços com tu Cardozo que nao correm e nao respeitam minimamente quem como eu sofre.
    Por ultimo,M., ve la se filtras os comentarios pq doente ja eu tou, entao lendo comentarios como esse do joga bonito que diz"que ganhe o Guimaraes lol" fico mesmo a beira dum ataque de nervos que me da para paritr tudo a minha volta, como é que é possivel alguem depois do que aconteceu ontem escrever isso e ainda terminar com um brilhante LOL????Nao somos o Zporting crlh para ficarmos contentes com os feitos dos outros.
    Merda.
    F.

    ResponderEliminar
  3. @ C.

    passei por aqui (também) só para "dizer" que a festa nos Aliados - a nossa praça (que já foi a) oficial de festas -, ontem esteve soberba.
    ia escrever «gloriosa», mas afinal enganei-me ;)

    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

    Miguel | Tomo I

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. caríssimas(os):

    votos de uma Feliz Páscoa!, para todos vós e para aqueles que vos são mais queridos.

    e cuidado com o coelhinho da Páscoa, pois dizem que anda bastante activo ;)


    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

    Miguel | Tomo I

    ResponderEliminar