terça-feira, 19 de julho de 2011

Há petróleo no Dragão

Ponto prévio: o FCP acaba de contratar um lateral direito por 13 milhões. É a contratação mais cara de sempre do futebol português (paga de uma só vez).

Ponto positivo: se me dissessem há meia dúzia de anos que o FCP um dia ia contratar um gajo qualquer por 13 milhões de euros ia achar que estava tudo doido. O futebol português, historicamente, não costuma ter capacidade financeira para estas loucuras, só ao nível dos grandes clubes com oligarcas russos a abrirem os cordões à bolsa. O que pode ser um sinal de que o Porto, desde as conquistas europeias de 2003 e 2004 e o início de algumas das vendas mais espantosas do futebol mundial (NÓS VENDEMOS O CISSOKHO POR 15 MILHÕES PÁ!!!!), está mesmo a entrar noutro patamar. E se, com isso, continuarem a vir as vitórias, cá estarei para me calar gloriosamente.

Ponto negativo: é de mim ou 13 milhões por um lateral direito brasileiro é dinheiro de caralho? Se fosse o Daniel Alves ou o Maicon eu até me calava, mas assim vão ter de perdoar a minha desconfiança. Sim, eu sei que os olheiros do benfica são bons, e que se eles aconselham é porque o rapaz não nos vai deixar ficar mal, mas olhem que eu já vi coisas muito caras (aí a rondar os 8,5 milhões de euros e cujo nome começa por "R", acaba em "O" e no meio tem "OBERT") a chegarem àquele clube como os melhores do mundo e a saírem de lá com o rabo (do frango) entre as pernas. Por isso, espero mesmo que este Danilo não seja apenas um capricho de quem gozou tanto com eles na época passada (e nos últimos 30 anos, vá) que não precisava mesmo de gastar 13 milhões de euros.

Ponto catastrofista: se nos damos ao luxo de comprar um lateral direito por 13 milhões de euros quando no plantel (pelo menos para já) ainda temos Sapunaru e Fucile, é porque há a certeza de que o clube ainda vai encaixar muito dinheiro nos próximos dias. Falcao, Moutinho, Hulk... Tantos nomes que me lembro que podiam ficar se evitássemos COMPRAR UM LATERAL DIREITO POR 13.000.000 EUROS !!! (acho que com os zeros se percebe mais a minha indignação. Não? Deixem lá então). A menos que haja petróleo no Dragão, como dizia o outro. Se bem que a semana passada, em que estive num abençoado refúgio nortenho em que só se compra o JN e O JOGO, li que o FCP iniciou uma série de parcerias com um banco brasileiro envolvido num escândalo. Eu não gosto de me meter onde não sou chamada, mas não sei porquê mas isto não me cheira nada bem. Uma coisa é a malta roubar Jardéis, Decos, Lisandros, Álvaros e Falcões aos lampiões em grande estilo. Outra é ficarmos agarrados a um cancro financeiro.

Ponto realista: se o gajo for tão bom como o Messi, mas um bocado mais atrás, calar-me-ei para sempre.

Sem comentários:

Enviar um comentário