domingo, 31 de julho de 2011

O leão mete medo

Confesso que até ontem estava sem grande interesse na pré-época do sportem. Gosto do treinador, sei que vieram uns reforços com nomes esquisitos e pouco mais. No fundo, é só mais um clube da primeira liga com o qual não tenho de me preocupar.

No entanto, e como tenho esse infeliz hábito de ler os jornais desportivos, comecei a pensar que devia ter estado mais atenta. Até ontem, contavam-se cinco jogos e cinco vitórias, a equipa era super elogiada e os valores individuais (já chamam isto ao Postiga, vejam lá) vinham a destacar-se. Houve parte de mim que chegou mesmo a acreditar que, com um bom arranque, o sportem podia ser um bom candidato ao terceiro lugar.

Mas depois chegou o dia de ontem. Estádio de alvalade cheio como há anos não se via (o que prova que, além de mim, há pelo menos 49 mil pessoas que ainda vão nas cantigas da imprensa desportiva), uma alegria imensa (tão invulgar por aqueles lados) e muitas palmas para jogadores que já deram tantas provas no futebol internacional como Daniel Carriço. Nada podia falhar.

E não falhou. O sportem, afinal, continua em grande. Leva três secos em casa, consegue ser humilhado no jogo de apresentação aos sócios e provavelmente não vai voltar a ter 49 mil pessoas em alvalade durante muito tempo.

Os novos jogadores, provavelmente enganados por empresários que devem desconhecer a situação financeira do sportem, já estão com aquela cara de quem quer voltar rapidamente para casa da mamã. «Pensava que o sportem ia ser mais forte», desabafou Ricardo Costa. Eu também pensava que se reciclasse o meu lixo o aquecimento global acabava e, para já, ainda não vi nada.

O Domingos, curiosamente, pediu Paciência aos adeptos e o presidente já emitiu um comunicado: «Não estamos a construir uma equipa para um jogo, mas para um ciclo. Será um ciclo de vitórias». Só o facto de já ter ouvido isto do outro lado da segunda circular tantas vezes dá-me segurança suficiente para saber como é que isto vai acabar.

Agora, depois de ter visto um gajo do valência a conseguir marcar um golo no meio de quatro defesas do sportem, já acredito que vamos ter uma grande época em alvalade. O leão, aquele verdadeiro que entrou no relvado, mete medo, mas os lagartos continuam exactamente na mesma.

Sem comentários:

Enviar um comentário