quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Falcao, no me jodas

Tento evitar ver-te, lembrar-me do que és, de como me fizeste feliz. O M. de vez em quando lá desabafa:

- "Viste o golaço do Falcao?"

Não, não vi. Nunca vejo. Mudo de canal, viro a página, esqueço-te todos os dias. Insisto que já não significas nada para mim, que a vida seguiu em frente e que outros como tu se seguirão. Tardam a seguir-se. E eu continuo a mentir-me.

A verdade, Falcao, é que não é só o facto de estares longe que me magoa. É estares aí, nesse buraco. Nessa equipa triste, sem ideias, com jogadores tão fracos e com mentalidade de derrotados. Entras em campo para tentar não perder e já não podes ter o discurso que fazia de ti El Tigre. Ao teu lado, hoje, enquanto eras afastado da taça pelo mágico albacete, tinhas o Salvio e o Pizzi. Não tinhas o Hulk, o James, o Moutinho, o Fernando, o Rolando, o Álvaro, o Helton. Tinhas o Salvio. E o Pizzi.

Não te lembras do que fizeste à equipa desse Salvio? Do quanto os humilhaste, de como foste muito maior do que eles? Não te recordas da equipa do Pizzi? Sabes em que lugar está no nosso campeonato? E achas normal que sejam eles agora a passar-te a bola?

Falcao, hoje aguentei ver-te. Vi-te a correr, a pressionar os defesas como só tu sabes, a vires buscar a bola cá atrás para ensinares os outros, a rematares com força, a saltares entre os defesas, a lutares. Lutaste muito. És muito bom mesmo. Mas sabes que mais? Estavas sozinho. Vi outros com o mesmo equipamento do que tu (vestes de vermelho, meu deus, como é possível?), mas estavas sozinho. E não sorriste uma única vez. Porra, Falcao, como tenho saudades de te ver sorrir depois de decidires uma Liga Europa.

És muito melhor do que o atlético de madrid te pode dar. E tu sabes disso. Mas dizes-me constantemente, nos meus sonhos de adepta que ainda te vê de cor azul, que a tua conta bancária está cada vez mais recheada. Que estás logo atrás dos craques do barcelona e do real madrid na tabela dos melhores marcadores. Que estás no melhor campeonato do mundo. Que estás numa "montra".

Falcao, no me jodas.




És a cara deste atlético. É a ti que te conhecem, é de ti que esperam que salves este clube. Os adeptos, naturalmente, perdoam-te tudo. Mas os senhores do dinheiro, os que mandam nisto, esses, melhor do que eu, esquecem-te um pouco todos os dias. Podiam estar a ver-te noutros relvados, a brilhar, quem sabe, com o escudo de campeão ao peito, mas não. Preferem, provavelmente, mudar de canal para não te ver sofrer.

Acorda, Falcao. Vai bater à porta doutro antes que seja tarde demais. Salva-te desse barco a afundar-se. Ao contrário do que possas pensar, a tua ganância não me fez odiar-te. Quero mesmo ver-te no topo. Mas até lá, confesso, ainda me rio quanto te vejo aos gritos para o Salvio e para o Pizzi, como se eles fossem atrasados mentais que não sabem o que fazer com a bola. São-no, é um facto, mas tu não és melhor do que eles. Jogas melhor, tens mais dinheiro, mas preferiste isto ao FC Porto. E isso, para mim, torna-te um desastre total.

2 comentários:

  1. caríssima C.,

    devido a « cenas que me assistem », estarei ausente nos próximos (longos?) tempos. portanto e até ao meu regresso:

    votos de Boas Festas! e de um próspero Ano Novo de 2012!, (sobretudo) para ti e para os que te são mais queridos! (mesmo o M.) :)

    e não esquecer que:
    somos Porto!, car@go!
    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todos vós! ;)

    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar
  2. Simplesmente fantástico aquilo que escreveste...os meus parabéns.

    cumprimentos

    ResponderEliminar