domingo, 8 de julho de 2012

O campeão voltou

Acabou-se o Europeu. Acabaram-se as modalidades e todas as distracções. A época 2012/2013 está aí e nós, os malucos, temos finalmente algo para fazer. O calendário dos jogos de preparação está imprimido e não há dia em que uma conversa não comece por:
- O Jackson Martínez já chegou?
Ou:
- Sabes se o Jackson Martínez vale alguma merda?
Ou ainda:
- Será que o Jackson Martínez gosta de francesinhas?
Isto sim, são coisas importantes da vida.

Até agora, o FCPorto 2012/2013 não apresenta grandes novidades. Fabiano parece-me uma contratação certeira, ainda que ameaçada pela proibição dos empréstimos a outros clubes da primeira Liga (uma decisão que, eticamente, até pode ser de saudar, mas que irá ameaçar o futuro de muitos jogadores, principalmente portugueses). Jackson Martínez é, tal como todos os jogadores que só conhecemos pelo YouTube, uma grande promessa. E aguardamos que todos os Gansos e Caballeros que por aí andam prefiram assinar pelo Porto do que pelo benfica em cinco segundos ou menos, não vá a tradição perder-se.

Sapunaru está desaparecido em combate e, entre as saídas, até agora só se confirmaram as inevitáveis, como Guarín ou Cristian Rrodíguez (paz às suas almas). Hulk, Moutinho, James, Álvaro Pereira, Rolando e Fernando já foram vendidos para dezenas de clubes, mas o dinheiro a sério tarda a entrar nos cofres. Este ano, não acredito que as cláusulas de rescisão não sejam contornadas, porque a vida está difícil e vamos ficar todos sem subsídios de Natal e de férias. Mas enfim, um dia o FCPorto vendeu o Cissokho por 15 milhões, por isso eu sou rapariga para acreditar em milagres.

Sinceramente, não estou muito preocupada. Estou consciente que a situação financeira não nos vai permitir entrar em grandes aventuras. É certo que quase 9 milhões de euros dados por um rapaz que jogava no México parece, à primeira vista, um belo tiro no pé, mas recordo que o Hulk também era o tosco muito caro que vinha da segunda divisão japonesa. Sei também que teremos de vender alguns dos craques. Hulk, Moutinho e Fernando parecem-me ser os mais difíceis de substituir, mas, mais uma vez, sublinho que estamos a falar do clube que rapidamente fez esquecer Deco, Lisandro e até Vítor Baía. E, sobretudo, confio sempre na incompetência dos nossos rivais para nos garantirem mais um campeonato nacional.

Mas isto sou eu, a C. calma e descontraída que lê artigos sobre o local de estágio na Suíça como se disso dependesse um mundo melhor. Quando isto começar a aquecer, com troféus em causa e túneis com porrada e árbitros a roubar-nos, aí sim, falaremos melhor.

2 comentários:

  1. Boas,
    Ah pois é,agora sim nós portistas centramos o foco no Dragão, porque agora sim começa a verdadeira contagem para o início da época, vai começara contagem para fechar o mercado de transferências! Eu temo que os tubarões nos levem os melhores, mas também sei que o FC Porto é um clube vendedor ... mas gosto pouco de ver os melhores sairem... enfim ... esperemos para ver o que acontece ...

    Cumprimentos

    Ana Andrade

    www.portistaacemporcento.blogspot.com
    www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Agora resta esperar pelas saídas, e pelo profissionalismo dos que ficam (mesmo amuados).

    Com este plantel actual creio que os principais objectivos seriam facilmente concretizáveis (mesmo com o académico Vítor Pereira)...

    ResponderEliminar