quinta-feira, 16 de maio de 2013

Dor


O rei mimado está
Feliz e sem rival

É como um desgosto de amor. Falta-nos o chão, fica um nó na garganta, há um vazio muito grande cá dentro. Faltam-nos as pernas e sobram-nos as lágrimas. É como levar uma bala em cheio no coração: a vida corria bem, íamos ser felizes para sempre, e de repente há um contra-ataque, ninguém faz falta e há um baque cá dentro, e é como se ouvíssemos o tecido do nosso coração a rasgar.

E verte para mim
Cem gotas de água e sal
Aos saltos e pinotes
Percorre agora o chão
Mas pára p’ra lutar
À vista de um dragão

Por muito que eu tente, fogem-me as palavras. Ainda estou meio comatoso, incrédulo com tudo isto que se abateu sobre o meu clube e, consequentemente, sobre mim. Páro a caminho do trabalho e correm-me na cabeça milhares de frames: "E se", "E se", "E se", "E se". Páro as jogadas mortais para o meu coração de mil maneiras, melhoro as nossas, imagino-nos a ganhar ao Estoril, imagino-nos a segurar o empate no Dragão, vejo o remate do Cardozo ontem, na segunda parte, a ir ao ângulo e não à figura do Cech. Respiro fundo. Já passou, não há nada a fazer, não há volta a dar. Já foi. Inundam-se-me os olhos de lágrimas no meio da rua, suspiro e engulo em seco. Respiro devagar, as minhas expirações são forçadas e, ao contrário do que é costume, não tenho interesse nas conversas de metro, nas pequenas alegrias quotidianas. Concentra-te. Não pares tu, também, de lutar à vista de um dragão.

Batuques e tambores
Ilustram o combate sem dó
Alguém me afaga a lã
Me puxa num trenó
Me leva na manhã
Do sol-e-dó

O Benfica é o meu desgosto amoroso perpétuo. O meu amor não correspondido. Se o Benfica fosse uma mulher, há muito que os meus amigos e família já me tinham dito que havia outras, que o Benfica não me merecia. Imagino um rapaz à porta de casa de uma rapariga, de flores na mão e à chuva, uma noite inteira, sem ela abrir a porta. Se o Benfica fosse uma mulher, já me tinha cansado de ser tantas vezes desiludido, que já tinha feito contas ao dinheiro e tempo que gastei. Mas o Benfica não é uma mulher. O Benfica é o meu clube, a minha tribo. O Benfica é a minha máquina do tempo que me leva ao verão quente de 93, a brincar com o T., que me leva ao São Luís, num 1-1 para a Taça que vi com o meu pai debaixo do maior temporal de sempre (caiu uma das torres de iluminação no fim do jogo). É o Benfica que me leva ao meu avô e a um relato de um Benfica - Beira-Mar, à minha mãe e à sua paciência de santa, a levar-me o jantar ao sofá enquanto vejo um jogo qualquer. Foi num dia de um jogo do Benfica que conheci a Catarina, a mulher da minha vida.

Infelizmente, não há cura para isto. Essa mesma devoção carrega mais cicatrizes do que posso contar. E por muito que eu afague a lã, ontem não foi a última. Mas de ontem não é, ainda, uma cicatriz. É uma ferida. E sangra e arde e dói muito.

Acordam os amores
No reino da paixão
São elfos e duendes que
Nos levam pela mão
As folhas são azuis
O sol vermelho está
A relva sua e diz que
A vida é um sofá p’ra gozar

Ontem vi muitos dos meus caídos. Vi os meus rapazes de vermelho deitados no chão, soluçarem as lágrimas que eu esgotei no sábado. Vi o D. a chorar e tive que o abraçar. Vi o meu irmão, cujo Benfiquismo se lhe vai pegando, de olhar perdido e vi nos olhos do meu pai o olhar de tristeza paterna, que nos consola e nos diz que está tudo bem. Vi gente desolada, vi muitas lágrimas. A expressão corporal é uma coisa lixada e lembro-me de ontem, em plena consciência, ver que há gente que só chora com os olhos e que outros choram com o corpo inteiro. E não é justo. A todos nos doía a garganta de cantar e de puxar pelo nosso clube. De Amesterdão levamos todos uma cicatriz para a vida. 

São monstros de cordel
Histórias de encantar
No espelho de Babel
A festa não tem fim
Volteia agora o vento
E eu peço um gin

Eu prometo que vou ficar bom. Não se preocupem com os meus suspiros, com os meus silêncios, com a minha falta de sentido de humor. Perdoem-me se demorar mais do que o costume a responder, a falar. Não achem estranho que o meu olhar agora se perca tantas vezes. Por favor, não me digam que isto é só futebol, porque Shankly já explicou que o futebol não é uma questão de vida ou morte, é muito mais do que isso. Sempre me fascinou a tristeza poética que terá trespassado o coração dos adeptos do Bayern quando o Manchester United virou aquela final da Champions. Sempre imaginei que tivesse faltado uma batida ao coração de todo o Brasil quando o Uruguai lhes tirou um campeonato do mundo em casa. Agora essa tristeza é toda minha e dos meus. Como em todos os desgostos amorosos, o segredo é o tempo. Passará esta dor toda, e, com o tempo, recuperarei o sentido de humor e o prazer de ler no metro. Mas, até lá, dêem-me um bocadinho de tempo e um bocadinho de espaço. Preciso de tempo. Cá dentro só há estilhaços, como se tivesse explodido uma granada. Se o Benfica fosse uma mulher, ia para os copos com os amigos. Mas é o meu clube, e tenho de lá estar na Luz no domingo, mesmo todo moído por dentro. 
Dói-me tudo.

26 comentários:

  1. "Infelizmente, não há cura para isto."...e mesmo que existisse, certamente não compraria o antídoto ;)

    Saudações Benfiquistas =)

    ResponderEliminar
  2. M., obrigada por conseguires dizer tudo o que me vai no coração e teima em não sair de lá... Às centenas de pessoas que me perguntaram hoje como é que eu estava, vou remeter para o teu blog...
    C. (residente no Porto, benfiquista daquelas de ir Domingo à Luz...pela 15ª vez este ano...sem contar com jogos europeus, claro...médica e aaah, namorada de um portista doente como a tua Catarina...)

    ResponderEliminar
  3. Respeito...!


    Dragao de Coimbroes.

    ResponderEliminar
  4. Achei que só sentiria o que senti em estugarda uma vez... Enganei-me. 25 anos depois - um quarto de século! - e senti-me igualzinho! Abraços, MT.

    ResponderEliminar
  5. Hoje várias pessoas me perguntaram como estava, e outras tantas me disseram que estava distante e disperso no pensamento... eu apenas respondi que não havia palavras que descrevessem o que eu estava a sentir...

    Obrigado por conseguires por palavras, descrever o que sinto e que vai demorar muito tempo a passar.

    Obrigado!

    ResponderEliminar
  6. Obrigado por traduzires em palavras tudo aquilo que desde aquele fatidico minuto 92 estou a sentir... Só me apetece chorar, não tenho vontade de comer, senti-me a arrastar pelo dia num misto de resignação, raiva, orgulho e desespero...

    Que mal fizemos nós para merecer-mos tamanha crueldade???
    É a frase que não sai da minha cabeça...

    Obrigado, e juntos somos e seremos sempre mais fortes!!!

    Pedro Reis

    ResponderEliminar
  7. Companheiro, dá cá um abraço digital.
    Palavras para quê? Jamais esquecerei este texto quando no futuro recordar estas duas últimas semanas.
    Um dia qualquer ao calhas, havemos de colher os louros tal com o Bayern e o Brasil colheram após esses terríveis desaires.
    (Peço-te desculpa porque não sei bater palmas nesta porcaria a que chamam de sistema informático)

    ResponderEliminar
  8. Mais uma vez, grande texto! Eu continuo anestesiado e sem perceber bem o que nós fizemos para merecer isto. Se este não foi o momento desportivamente mais doloroso de sempre de um clube, não sei o que possa igualar isto... (Aos 92'!!! Duas vezes!!! Em quatro dias!!! Sem merecer, nem num caso nem noutro!!! A sério, não sei o que pensar...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para quem ia ao Dragão para ser campeão muito tempo queimaram desde o inicio do jogo.
      Com a atitude com que se apresentaram em campo nem o empate mereciam. Perderam e perderam bem.
      Num jogo só defendem e perdem. No outro dominam o adversário e perdem. É cá uma injustiça. Deviam ter ganho os 2 jogos... Enquanto continuarem assim muitas tristezas vão ter.

      Eliminar
  9. Bom texto mas quem me dera não teres/termos tido razões para o escreveres.

    ResponderEliminar
  10. Este texto é do cacete.
    Mas isto ainda não terminou.

    Em Amesterdão doeu, mas temos uma família do camandro !

    Parabéns !

    ResponderEliminar
  11. Em Amesterdão vivi um ambiente como nunca tinha vivido na vida, e tenho lugar cativo na Luz ha muitos anos. Apesar da derrota, nunca senti a família benfiquista tão unida, os jogadores tão esforçados, só faltou mesmo a ponta de sorte que tem bafejado o Chelsea nos últimos dois anos!!!
    Tudo a Saltaaaaarrrr!!!

    ResponderEliminar
  12. Um abraço. Aqui no Yorkshire dizem "Awww Bless" quando se sente pena. Eu senti pena genuina dos Benfiquistas porque jogaram mais e realmente mereciam mais.

    Se souberem aprender com os próprios erros para o ano voltam mais fortes.

    Força aí!

    ResponderEliminar
  13. Como lagarto, fico feliz com a tristeza de um lampião...
    Como Miguel, fico triste com a tristeza desmensurada do Manel...
    Mas não posso aceitar que fiques perplexo de como este final de época esta a correr.
    Tu sabes, mais que ninguém, que o teu benfica este ano, viveu à sombra de 3 homens: Cardozo - o melhor ponta de lança/avançado do campeonato (que muito admiro); o lima - a melhor contratação dos últimos 10 anos (mesmo incluindo o witsel e o andre luis); e o Garay - um senhor no centro da defesa, como poucos no mundo, não sei como está num clube destes (o mourinho deve tar doente de o ter deixado sair).
    Como tal, não jogas como um equipa, mas sim com extremos habilidosos que colocam boas bolas em 2 avançados capazes.
    A equipa que vi em alvalade, contra a minha miserável amostra de equipa, não pode ganhar o titulo (não 1ª parte eu tinha tido 4 oportunidades de golo real - e não jogamos nada)
    A equipa que vi na luz contra a minha miserável equipa, não pode ser campeã, quando defende um resultado....
    A equipa que faz uma 2ª parte daquelas contra o Estoril (que no tempo complementar deveria ter dado 5 ao benfica, pois teve oportunidades para isso), não pode ser campeâ...
    A equipa que fez uma festa daquelas no final do jogo com marítimo, não é uma equipa grande...
    A equipa que joga à defesa contra a pior equipa do porto dos últimos anos, não pode ser campeã...
    A equipa que entra em campo numa final e não coloca o Lima, não pode ser campeã...
    E tu falas de sorte e azar... tiveste 2 ou 3 oportunidades "atabalhoadas" na área do Chelsea...tiveste um remate do cardozo (fantástico) para uma defesa "normal" de um guarda redes daqueles...controlaste um jogo inteiro, pois tecnicamente os teus jogadores de meio campo são superiores ao Chelsea (ramires e andre luis não são conhecidos pela sua técnica).
    Muitos falam de cansaço, quando a equipa rival, tinha mais jogos na s pernas que vocês...
    Eu falo de pequenez de pensamento ganhador...um treinador tacanho...que só ganhou um titulo porque do outro lado esteve um treinador a jogar para o empate...
    Um clube que quer ser campeão e é grande, tem que sair do jogo com Estoril a dizer que ainda vai à frente com 2 pontos e que fica feliz de ganhar um ponto...
    Tem que chegar às antas e mandar no jogo, jogando em contra ataque, a melhor arma que tem...
    Tem que fazer como o pintinho, nada de alaridos até ganhar algo...
    Para Portugal e como português era importante o benfica ganhar, mas eu torci para perder, para ser humilhado e o Chelsea não me deu isso, deixou-vos alimentar a esperança de que jogaram bem, mas no final ainda me conseguiu dar uma alegria.
    Eu vibro com a vitoria do meu clube (fraquinho este ano) contra o modesto olhanense, mas, visto que não estava lá, também vibro com qq desaire dos lampiões...ISTO É RIVALIDADE, ISTO É O FUTEBOL (6 dias da semana a comentar, dizer bem e mal, gozar, etc)sobre 22 gajos (que não sentem o meu clubismo) a correr num rectangulo durante 90 mins.
    Só te escrevo isto pois sei que pensas igual...ficaste foxxxx pq perdeste a taça e podes perder o campeonato e já tás com medo do escândalo que será perder a taça de Portugal, mas ainda ficaste mais foxxxx por teres que ouvir os rivais a gozar... Viva o futebol assim vivido.
    Atenciosamente,
    Miguel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu percebes tanto de futebol como eu de cebolas.
      Vê lá se aprendes o nome de um dos melhores jogadores a actuar na Europa: http://en.wikipedia.org/wiki/David_Luiz

      Eliminar
    2. El até pode perceber de cebolas mas tudo o que disse ali é a pura da verdade. Ainda vos falta muito estofo para serem campeões e voltarem a ser OS MAIORES como se afirmam. não basta alegarem que têm mais adeptos e mais campeonatos, é preciso VENCÊ-LOS! Falta-vos precisamente um treinador menos tacanho e um presidente que não se valha só de argumentos utopistas e de secretária. A equipa vocês têm mas falta-vos a humildade de perceber que o nome Benfica não faz um campeão.

      Olá M., chamo-me Catarina como a tua C., sou portista ferrenhissima como ela (não tanto, porque acho dificil) e acompanho a vossa saga no blog (ja acompanhava o blog dela antes xp). Namoro com um benfiquista ferrenhissimo como tu e ele também segue o blog. Fiquei triste por ele pelo jogo de Quarta, porque adeptos como vocês merecem o mundo, mas no fundo não posso deixar de ficar feliz por outros adeptos que existem no vosso clube (e no meu também) que acham que as vitorias são feitas e que as pré-temporadas entregam taças de Campeões e que o Benfica foi campeão na Madeira. Não foi, e ainda bem.

      Bem haja a todos!

      Eliminar
    3. Caro Miguel, mas é que isso tudo sem tirar nem por. Parabéns pela lucidez e objectividade.

      Eliminar
  14. Caro M,

    Este texto foi-me dado a conhecer pela minha Filha, que esteve em 95% dos jogos do noss Glorioso desta época. Quando me enviou o mail escreveu: Lê. Mas não leias no trabalho, és capaz de chorar.
    Beijinho, papi

    Esse sentimento de descalabro de um sonho criado ao longo de uma época dificil e ao mesmo tempo tão fácil, desmoronouo-se em 92 minutos. Hoje, aos 50 anos sinto uma tristeza que só que é benfiquista consegue sentir. Tenho uma pena imensa de não ser tão capaz como o M de colocar em palavras o que sinto pela nossa Nação Benfiquista. Que existe. Por mais que dragões e lagartos se esforcem para esconder, qual PIDE futebolistica a escamotear uma verdade tantas vezes maltratada. Apenas porque somos o que somos. Mais e melhores que todos eles juntos. Podem conspirar, podem rir, podem falar na Carreira 92, que no domingo, garantidamente vão ter a resposta. Estádio cheio.
    Uma grande bem-haja por tudo o que escreveu. Não há outra verdade para além do que foi dito
    Saudações benfiquistas.

    ResponderEliminar
  15. Miguel,
    fogem-te as palavras. E ainda assim, as que ficaram, não podiam expressar melhor aquilo que também sinto.
    Obrigado.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  16. perdão, queria escrever Manuel em vez de Miguel.

    ResponderEliminar
  17. Fiquem lá com a Taça de Portugal com desejou a C. Já não vos posso ver chorar mais!

    ResponderEliminar
  18. Olá amigo!

    Ainda te lembras de mim? Sou o "Lagarto do Pano", aquele gajo sobre quem tu escreveste um post a seguir ao célebre Benfica-Sporting do Capela. Foi o post mais ridiculo que eu vi na blogosfera, nessa altura escreveste-o de barriga bem cheia, pensaste que a super-team já tinha o campeonato no papo, é essa arrogância e mania das grandezas que eu adoro em vocês.

    Pois bem, meu amigo, estou a aqui para te dizer que com "veneno se mata, com veneno se morre". Podes crer que me deu um prazer especial esta última semana, aquele golo no Dragão aos 92 minutos foi brutal. Vocês não são o grande Benfica? Então não era para irem ao Dragão jogar para serem campeões ali? Jogaram para não perder, acabaram por perder! Foi lindo.

    Continuando, adorei aquele golo do Chelsea aos 92 minutos, foi lindo. Jogaram tanto, mas oportunidades de golo, não vi nenhuma. Pareceram aqueles gajos que passam uma noite a engatar uma gaja, mas nem lhe tocam e depois aparece outro e dá-lhe logo uma queca!

    Mas para finalizar, o que me deu mesmo mais prazer, foi ontem terem perdido o campeonato com um penalti marcado a favor do Porto que nem sequer existiu. Custa não é ó amigo, perder sendo roubado. Pois a mim também me custou a vergonha do Capela a roubar-me 3 penalties.

    "Com veneno se mata, com veneno se morre".

    É pela arrogância que demonstraste que me deu um prazer especial, ver o teu clube enterrado na lama em apenas 1 semana. Incha lampião!

    Cumprimentos do "Lagarto do Pano".

    ResponderEliminar
  19. O lagarto de pano esqueceu-se que ficou em 7o lugar...de facto o anti benfica é muito grande. Ontem até pensei que o benfica tinha sido campeao. Só ouvia: slb slb slb, mas depois era fdp slb...fui ver o porto pacos de ferreira ao estadio. Foi igual, mas aí nao eramos fdp, eramos merda. Em alvalade tive la, o benfica nao jogava contra o sporting, e eramos fdp e merda. Nao ha clube tao grande comi este que enche todos os estadios, mesmo quando nem sequer joga...

    ResponderEliminar