quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Ronaldo: és um Diogo Valente!

Num já distante fim de tarde de 2005 (caramba, estou a ficar velho), eu vi o Sport Lisboa e Benfica a bater por 2-1 o Manchester United, apesar da equipa do Benfica ter alinhado com Quim, Alcides a defesa direito, Anderson, Luisão, Leo, Nelson a médio direito, Nuno Assis à esquerda, Beto e Petit no meio e, na frente, Nuno Gomes atrás de Geovanni a ponta-de-lança. Ganhámos 2-1 contra todas as probabilidades e eu, ainda longe, muito longe, de saber o fenómeno que viria a ser Cristiano Ronaldo, jurei-me seu inimigo futebolístico para sempre. Ronaldo, afectado pela pressão do público que não esqueceu (e nunca devia esquecer) a sua ascendência verde-ranho e branca, fez-nos um sinal com o dedo que mostrava bem que nunca gostou do meu clube. Nesse dia, a partir desse momento, percebi que eu e Ronaldo estaremos sempre em campos opostos.



Eu não perdoo o anti-benfiquismo. Quando um jogador, ou um dirigente, ou uma claque de outro clube, quando qualquer interveniente no jogo mostra ser anti-benfiquista, eu registo e não esqueço. É imperdoável. E essas manifestações podem ser várias e bem mais subtis do que a de Ronaldo. Por exemplo, sente-se no olhar do Diogo Valente que ele é um andrade. E, só por isso, só por eu, com o meu olho clínico, ter detectado anti-benfiquismo no olhar desse cepo, sempre que ele vai à Luz dedico-lhe todos os insultos. Digo-lhe que ele não vale um saco de merda, que nunca há-de ser ninguém, que é tão atrasado mental que trocou as botas, que nunca vai passar da Académica ou do Leixões ou de qualquer clube em que ele jogue, grito-lhe que ele é um andrade filho da..., pronto acho que vocês percebem a ideia. Reparem: eu nem sei se ele é andrade ou não. Mas parece! Isso chega.



Colocado o nome na lista negra, rogo todas as pragas, insulto do pior na Luz  e torço sempre, sempre, sempre contra os anti-benfiquistas. Em qualquer jogo em que o Diogo Valente aparece, eu torço contra o gajo e rio-me de cada centro que acaba no Mondego. E, desde que Ronaldo mostrou à Luz o seu dedo do meio, eu torço sempre contra ele. Sempre. É óbvio que é mais fácil torcer contra o Diogo Valente do que contra o Cristiano Ronaldo: torna as probabilidades de vitória maiores. Mas é uma questão de princípio. Isto mostra que, pelo menos, na hora de escolher inimigos, eu não sou cobarde nenhum. Mas parece-me lógico que, se um gajo formado nos lagartos que fez um pirete à Luz está de um lado, eu vou estar do outro. Quero lá saber se o gajo marca três golos por jogo e está numa forma inacreditável. Não torço a favor desse gajo. É biológico, é-me impossível, nunca na vida. Não quero saber se é português, se é muito humilde e trabalhou muito. Insultou o Benfica? Então, puta que te pariu. Meus caros: não consigo. Um jogador que não gosta, ostensivamente, do Glorioso, merece todo o meu desprezo. Se, para ajudar à festa, foi formado no Sétimo Clube de Portugal, então, meus amigos, sinto que este texto é uma redundância. 
Vocês vão jantar fora com quem insulta a vossa família? Vocês dão prenda de Natal àquele colega cabrãozinho que não faz nada e vos está sempre a lixar a vida no trabalho? Então por que é que eu hei-de torcer por um gajo que insultou o meu clube? Não é isto mais grave? E a seguir? Tenho que torcer pelo Mossoró? Ora que porra.

Pode um benfiquista admirar as capacidades futebolísticas de Ronaldo? Bem, é impossível não o fazer. Ronaldo é um atleta fenomenal (praticamente sobrenatural) que escolheu jogar futebol. É uma besta de força, tem um sprint de corredor de 100 metros, salta mais alto do que toda a gente, chuta brutalmente com os dois pés. Agora, posso eu, como benfiquista torcer por este gajo? Não. Nenhum golo apaga aquele gesto (e aquelas boquinhas de querer o Braga campeão... Eu não esqueço, Ronaldo, eu não esqueço...). É que, para mim, não há atenuantes para o anti-benfiquismo. É um crime que não prescreve, é o pecado futebolístico capital. Se não gostas do meu clube, eu não gosto de ti. Nunca.

Já sei: sou um fanático, devia apreciar o futebolista brutal que ele é, os argumentos patrióticos, e o gajo é humilde e mais não sei o quê. Amigos: até podia ganhar um Nobel da Química, descobrir a cura para o cancro e escrever obras literárias melhor do que Saramago. Podia marcar ainda mais golos, fazê-lo com o Hugo Almeida às cavalitas ou jogar descalço. Insultou o Benfica, não insultou? Então ficamos por aqui. 

Para mim, Ronaldo, tu estás no saco dos anti-benfiquistas. E não há sprint ou golo teu que me faça esquecer isso. Não há maneira de eu te perdoar aquele gesto, não há maneira de eu esquecer o teu berço verde-pus e branco, não há maneira de eu, sempre que olho para o teu focinho quando marcas um golo, me esquecer que eu sou do Benfica e tu não. Tu, para mim, és só um Diogo Valente.


PS: desculpem, houve uma vez que festejei um golo dele. E muito.



25 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não concordando com uma virgula do que o M. diz - mas entendendo-o perfeitamente, eu tive a mesma relação com o JVP e foi preciso acabar a carreira dele para perceber o monstro de jogador que me tinha perdido - dá pena ver que alguém que perde o seu tempo a comentar em espaço alheio o faz apenas para isto!

      PS: O africano imagino que seja o Eusébio, um tipo comparável ao Pelé. Só isso!

      Eliminar
  2. Claro, é preferível condenar uma atitude estúpida de um puto de 20 anos depois de estar o jogo todo a ouvir assobios e insultos no próprio país (não o estou a defender, até porque o odiei muito por essa atitude) do que condenar o nosso grande capitão, o 4, que com dez anos de Benfica ainda nos manda para o caralho.
    Mas o que importa é criticar o Cristiano.

    ResponderEliminar
  3. Diogo Jorge Moreno Valente, Sócio numero 17492 do Sport Lisboa e Benfica.

    Um abraço M.

    Diogo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Diogo, verdade? :)
      Se sim, bem-vindo, apesar deste não ser o meu espaço. Respect.

      Quanto ao texto, sinto o mesmo por quem nos faz o que o Azeiteiro nos fez.

      Eliminar
    2. Pára tudo! Este comentário veio mesmo do Diogo Valente? Por favor, confirme a veracidade do comentário para o email do blog e eu juro aqui, em honra, que lhe escrevo um texto a pedir desculpas e avanço já que sou aquele maluco que desceu na curva norte de um Benfica-Leixões só para um insultar antes de um canto. Confirmado-se o benfiquismo de Diogo Valente, retiro já o título do texto e tudo farei para pagar uma cerveja e pedir desculpa por lhe ter chamado portista!

      Eliminar
    3. Bom como adepto da AAC lembro-me do Diogo Valente perdir desculpa aos adeptos do fcp depois de lhes cravar o 3.º para a Taça no ano que ganhámos, ptt tenho mtas dúvidas que seja ele!

      http://www.youtube.com/watch?v=YQqKa4dwgws

      Eliminar
  4. É exactamente por pessoas como você, que escrevem ou dizem mal do Cristiano Ronaldo, que ele continua a ser o melhor do mundo e a fazer exibições memoráveis como as de ontem. Por isso um obrigado especial a si, por este texto demonstrativo da mentalidade de 'muitos' e obrigado também a todos que o corroboram e contribuem para a exaltação do melhor jogador português de todos os tempos.
    Sou visitante assíduo deste blog pela qualidade dos textos, que são bem escritos e têm um humor característico. De todo o modo, não posso deixar de dizer que este texto além de despropositado é de uma tremenda falta de gosto.

    Ass: PORTUGAL

    ResponderEliminar
  5. É nestas simples pérolas - presumo que a C. sinta o mesmo que o M. por causa do golo que referiu que festejou - que quando Puyol disse "vê-se que são portugueses" ao referir-se ao melhor do mundo e ao melhor treinador do mundo, roidinho de inveja, não se ergueu um mar de indignação contra uma rivalidade que dura há mais de 500 anos!

    O tuga é o primeiro a não querer defender os seus e depois queixa-se que é ignorado no mundo.

    Caríssimo e caríssima, este Portista doente que vos fala consegue reconhecer mérito em jogadores benfas, aprecia o Nuno Gomes (por exemplo) e o Rui Costa e sabe pôr de lado coisas pequenas.

    Já agora, não querendo desculpar um dos jogadores mais bem pagos do mundo, devo dizer que para mim o Ronaldo tem o mesmo mérito que o Kobe Bryant - tem um talento invejável, mas enquanto os outros estão a curtir, ele treina. E treina muito!

    E mais, adoro ouvir um português a dizer que prefere o meio quilo com uma equipa a jogar para ele - ou tinha! - do que um rapaz esforçado que se impôs em dois grandes clubes (3 se contarmos o sportem) contra, muitas vezes, os de dentro, e carrega os mesmos às costas sozinho, a atacar, a defender, a distribuir, a fazer sprint, a ir buscar a bola onde ela está.

    Continuem o bom trabalho neste excelente blog, como Portista gosto mais dos textos da C. mas também tenho fair-play de ler os do M.

    ResponderEliminar
  6. Compreendo, mas não assino por baixo.

    Para mim, é bem mais grave ter como capitão alguém que todos os anos pretende abandonar o clube à força (acabando por se verificar, infelizmente, a sua permanência no clube e um respectivo aumento salarial), vontade essa sempre muito bem acompanhada de umas boas caralhadas dirigidas a sócios e simpatizantes quando as coisas não correm da melhor forma.

    Já para não falar do Sílvio que, aquando da sua transferência para o AM, deu uma entrevista que transpirava a anti-benfiquismo do mais mal-cheiroso. Vejam onde está agora...

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O silvio de telheiras e formado no benfica??!

      Eliminar
  7. Caro M., compreendo que não goste do CR7. Afinal é benfiquista, portanto não sabe apreciar bom futebol, nem bons jogadores. A única coisa que sabe é discutir arbitragens. O adepto benfiquista não gosta de futebol. Desenganem-se os menos atentos, o adepto benfiquista, de que o M. é um paradigma, embora com um nível educacional acima da média dessa estirpe, não é adepto de futebol. É adepto da arbitragem. Tentem discutir futebol com um qualquer adepto benfiquista e verão que a conversa ao fim de 10 segundos já descambou para a arbitragem. As incidências futebolísticas dos jogos passam-lhe ao lado, agora os fora-de-jogo, as faltas, os cartões, com quem jantou o árbitro, esses sim são os temas de eleição do adepto benfiquista. Daí não me surpreender este post do M., nem o anterior, aliás. Corresponde ao protótipo. Já agora, como portista ferrenho, que gosta de futebol, já esqueci, embora não tenha perdoado o golo que marcou no Dragão. e fi-lo por duas razões: o gesto da luz e o deleite que me dá vê-lo jogar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro leitor, não conheço ninguém que prefira discutir futebol comigo do que com o M., por isso nenhuma parte do seu comentário faz sentido. Este blog tenta sistematicamente mostrar como somos os dois iguais, embora de clubes muito diferentes, e tenho pena que os leitores inteligentes às vezes não o percebam (aos anónimos que só vêm aqui insultar porque ai-meu-deus-que-alguém-disse-mal-do-Ronaldo nem ligo). Quanto ao golo referido, não percebo como algum portista o pode esquecer. Sabe quem é o Neuer, certo? Suponho que poucos duvidem que é o melhor guarda-redes do mundo. Pois eu torço sempre para que sofra imensos frangos porque não me esqueço daquela eliminatória com o Schalke. Mas pronto, isso sou eu, que trocava o apuramento da selecção para o Mundial por um golo contra o Nacional no sábado.

      Eliminar
    2. Cara C., certamente que eu preferiria discutir futebol consigo do que com o M., desde logo porque é portista. Adiante. Eu esqueci o golo, não o perdoei. E esqueci também, porque tendo a esquecer o que me faz sofrer. Quanto ao Ronaldo, digo-lhe que sou mais fã do Messi, mas acho que o CR7 neste momento é o melhor do mundo. Quanto ao mais, o meu clube está sempre à frente da seleccão, mas isso não me impede de ter enorme prazer em ver aqueles três golos. Por fim, o Neuer é um grande GR, contudo não pode ser equiparado ao CR7: é alemão. E o melhor do mundo, em GR, para mim ainda é o Vítor Baía, mesmo não jogando. A seguir vem o Helton. O Neuer pode vir em 3º.

      Eliminar
  8. Não gosto de quem não gosta do Benfica, já há muitos anos que o sinto e digo, pelo que te percebo perfeitamente. Mas tenho dúvidas que o Ronaldo não gostasse do Benfica. Sendo certo que seria benfiquista na infância por influência paterna e até regional, é verdade que a sua boa alma terá sido corrompida ao longo da adolescência.
    Mas lembro-me perfeitamente do que pensei durante esse jogo. Ao início, indignei-me com os assobios ao então miúdo. Depois percebi que ficou afectado, levando-me a ser mais um dos que o tentou destabilizar e conseguiu. Fez uma exibição horrorosa, resultou.
    O pai dele morreu no dia anterior. Um pai que dizia-se muito feliz pelo sucesso do filho mas que tinha uma mágoa: a do seu filho nunca ter jogado de águia ao peito. Foram dezenas de milhares de pessoas que abraçariam o seu pai, após um golo do Benfica, se estivessem ao seu lado, que o assobiaram.
    Perante tudo isto, releguei o seu gesto para segundo plano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Errata: Faleceu dois meses antes. Mas o sentido do texto é o mesmo.

      Eliminar
  9. Curioso esse P.S., ser anti-portista já é aceitável? Quanto ao ronaldo digo-te que acho que é do benfas...

    ResponderEliminar
  10. o Ronaldo tinha um pai doente do Benfica , que disse que era bom ele ir para o Nyted porque assim já não tinha que torcer contra ele , não é anti , coisa nenhuma e marcou um golo á Corrupção Genial , respect.

    ResponderEliminar
  11. Do que tu foste lembrar ó M....

    Eu acho que o pessoal com mais maturidade consegue diferenciar um jogador com mau caracter de um jogador com maus momentos.

    A pressão que este tipo de jogadores, como o Ronaldo, está sujeita é enorme. Ter um estádio com 65k a assobiar sempre que tocas na bola, sempre que fazes porcaria com a redondinha e tendo em conta o perfeccionismo do Ronaldo, não deve ser nada fácil ser ele próprio nessas situações.

    Mas, não querendo ser advogado do Diabo, a verdade é que o tipo tem amadurecido imenso. Antes essas situações faziam-no desconcentrar do que melhor ele sabe fazer... hoje, quanto mais assobias e chamas-lhe nomes, mais parece jogar mais!

    Agora, deixo uma pergunta no ar: e as reacções constantes do Josué? Essas sim deveriam ser motivos para reflexão não só do jogador como de muita gente que passa-lhe a mão pela cabeça. Se o miúdo não se revê, não acho que vai sair dali grande coisa e ainda vai ter muitos dissabores.

    E, não! Não é normal! Não é futebol! E muito menos é a vida!
    http://tv.aftonbladet.se/webbtv/sport/fotboll/article25595.ab

    ResponderEliminar
  12. Caro M, também não gosto do CR7 mas por outras razões e compreendo a sua mágoa com ele. Não gosto dele não pelo golo que ele marcou no estádio mais bonito do mundo, ao qual o seu PS faz referência, mas sim pelo seu mau carácter.

    Quanto ao ser anti-benfiquista, eu julgo que há um pouco disso em todos os portistas. Também eu festejei e muito o golo do Ivanovic e o do Ricardo. Aliás o mês de Maio deste ano foi um fartote.
    Abraço portista

    ResponderEliminar
  13. Grilo Falante,

    Acusa o adepto do Benfica de querer só saber de arbitragens? Isso é porque você já sabe que não tem moral.
    Quanto ao facto de gostar do Ronaldo também pelo facto do "aceno" que fez na Luz, é demonstrativo da enorme burrice que tem. Tal como o M. não gostar pelo gesto em si. Eu também não gostei do gesto, mas sei reconhecer que foi por ter sido provocado, para além que a acção foi para os adeptos e não para o clube. Muitos que criticam o Ronaldo por esse gesto, são aqueles que desculpam e acarinham o Luisão quando todas as épocas que ir-se embora, que manda os adeptos para o car#%$&, e que dedica as vitórias ao orelhas em vez dos adeptos que vão aos jogos, o que o orelhas não faz mesmo quando são importantes (Estoril!!!).

    Obrigado e Saudações!

    ResponderEliminar
  14. sou benfiquista, socia, e este é dos poucos textos de si,em que não me revejo.
    adoro o CR7, adoro a sua raça, determinação, vontade de ganhar,humildade,etc etc, tantos adjectivos tinha eu para lhe atribuir. ele trabalhou ,muito para chegar onde chegou, merece tudo de bom, tudo! e tem!! se houver justiça ganhara mais uma bola de ouro, se não ganhar, vai continuar a treinar e a jogar como sempre o fez, porque esse é o seu sonho de menino, ele realizou o, e não há trofeus que paguem o que é conseguir alcançar o que sempre se quis.
    é o melhor jogador portugues ate agora (desculpa la, eusebio) porque o amanha ninguem sabe como será.
    orgulho em ti CR7, sempre, obrigado por colocares portugal no mapa do mundo!!

    ResponderEliminar
  15. Claro mauzão do Cristiano que foi insultado o jogo inteiro no seu país e teve um gesto infeliz. Os benfiquistas adoram insultar os antigos jogadores dos rivais que vêm jogar à Luz. O Meireles é que lhes respondeu bem

    ResponderEliminar
  16. Caro M. então partimos do princípio de que nunca irá apoiar a C. em nada, já que ela para além de grande portista é a verdadeira anti-benfiquista. ;-)

    ResponderEliminar
  17. Caros M. e C., deste já os meus parabéns pelo excelente blog, onde me revejo e bastante porque cá em casa encontramo-nos na mesma situação, eu benfiquista ferrenho, com lugar cativo, a minha esposa portista (aqui diferimos, não tão ferrenha como a C. :p ).
    Relativamente a este post, parece que estou a ler um texto escrito por mim, porque explica totalmente o que sinto pelo Ronaldo desde aquele dia, quando me levantou o dedo (sim a mim porque estava sentado no meu cativo, logo foi a mim e aos outros 60mil).
    Continuem a postar, gosto muito :)

    ResponderEliminar