sábado, 19 de abril de 2014

Já chega

Foi naqueles instantes que se seguiram ao golo do Varela que percebi. O resultado estava todo a nosso favor e a superioridade numérica ajudava. O passado recente assustava as bancadas vermelhas e fazia-nos acreditar, naquele pedaço azul lá em cima. Mas eles, no relvado, estavam calmos, serenos, à espera do inevitável. E nós com a bola a queimar nos pés e uma insegurança sofrível.

Há coisas que uma pessoa conta nunca escrever na vida, mas o benfica foi mesmo melhor do que o Porto. Não há como fugir. E isso, mesmo depois de uma época em que praticamente já nos aconteceu tudo de mal, é assustador. Um portista sabe que não é possível ganhar sempre, mas nunca esteve preparado para isto. Arrisco até acrescentar que nem sequer um benfiquista estaria.

O que aconteceu na quarta-feira não foi só uma meia-final da Taça, não foi só mais uma eliminação inglória, não foi só mais um clássico. O que aconteceu na quarta-feira foi que, por momentos, nós vimos o que é estar do outro lado. O que é não estar à altura de um rival. O que é perder não só no resultado, mas sobretudo no nosso orgulho.

O que eu percebi naqueles instantes é que este ano nenhum resultado está a nosso favor e nenhuma superioridade numérica ajuda. Porque o Porto, o meu Porto, não é este.

O Porto que eu conheço sempre teve adversidades, mas alimentou-se delas. O Porto que nós vivemos tão intensamente não faz aquela figura triste de cair em todas as armadilhas (vergonhosas, diga-se) do adversário. O nosso Porto não é ingénuo, nem desiste, e não tem medo de correr mais, suar mais, lutar mais.

E isto tem de acabar. Já, agora. Estamos todos a pensar na próxima época, mas eu até já só exijo que saiam desta com o mínimo de respeito pela camisola que vestem. Que se lixe o próximo treinador, que se lixem as vendas e as contratações, que se lixe o Mundial e a pré-eliminatória da Liga dos Campeões. O que é preciso, imediatamente, é recuperar o Porto.



Temos de voltar a ser o clube que se une quando as coisas não estão fáceis, que grita, com sotaque, quando nos querem roubar o que é nosso, que nunca baixa a cabeça de vergonha e que, mais ainda do que vitórias, exige o máximo respeito pela nossa identidade. Temos de voltar a ter um treinador competente e jogadores que percebam que esta merda não é um estágio para um clube de outro campeonato. Temos de voltar a exigir não que o Porto ganhe sempre, mas que, mesmo quando perca, seja à Porto. Temos de voltar a acreditar que, tal como noutras épocas más, vamos sair disto mais fortes, mais avisados do que temos de superar e mais atentos aos obstáculos que nos aparecem à frente. E só assim, azul e branca, esta bandeira avançará.

24 comentários:

  1. é isto tudo...
    Já agora, também eu e o meu pai sempre fomos fãs do Vitor Pereira...

    ResponderEliminar
  2. É que é mesmo isto! Sem retirar uma palavra, uma vírgula… A viragem tem de começar AGORA.

    ResponderEliminar
  3. Por mim não só não chega, como estou pronto para assistir aos próximos episódios. Agora é que se vai ver quem são os verdadeiros adeptos do fcp. Eu, como Benfiquista, nunca abandono o meu clube, nunca falhei um clássico no estádio, mesmo naqueles em que a derrota parecia inevitável. Quero ver se os portistas estão à altura do desafio, ou se a maioria vai fazer como muitos viscondes que conheço, dizer que isso do futebol já não tem piada. Sorte do fcp em ter adeptos como a C., veremos se são assim tantos. Parabéns pelo texto e pelo livro, desejo-vos toda a sorte do mundo!
    Vivó Benfica

    ResponderEliminar
  4. Realmente, o Porto não devia cair naquelas armadilhas vergonhosas do adversário. Até porque foi o Porto que as inventou, e tem recorrido a elas desde sempre. Ninguém esperava uma coisa destas, isso é verdade. Com o Proença, o Porto não costuma perder. E, depois de um primeiro amarelo inventado e uma expulsão aos 28 minutos, como é tradicional, esperava-se que o Porto fizesse como naquela Supertaça em que Donato Ramos anulou um autogolo do Porto por fora-de-jogo posicional, depois de o Vítor Baía ter defendido com as mãos fora da área: aproveitar a vigarice para ganhar. Tal não sucedeu. Creio que o Porto pode estar a perder qualidades.
    Agora há que levantar a cabeça e fazer como Pinto da Costa diz naquela escuta ao árbitro Augusto Duarte, quando lhe indica o melhor caminho para sua casa: "Sempre em frente!"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está aqui tudo dito, não precisam de treinadores competentes nem de outros jogadores, bastam-lhes Proencinhas, Xistras e quejandos que os conselhos matrimoniais fazem o resto!

      Eliminar
    2. O brasileiro foi expulso à terceira falta para amarelo que fez e teve que ser um arbitro (que não o 'querido' proença) a assinala-la, porque o 'querido' não viu nada.

      O vosso consócio nunca vos deixa ficar mal, outros poderão faze-lo mas o 'querido' não !

      Eliminar
    3. Pois não. Nem foi ele que assinalou o penalty fantasma do Yebda sobre o Lisandro, nem validou o golo ilegal do Maicon, nem nada...

      Eliminar
  5. É verdade ... o porto até teve muito boas equipas mas, devido ao sucedido e que é de conhecimento público, torna-se difcíl saber onde começa o mérito e acaba a falta dele.

    ResponderEliminar
  6. Pensei que os amigos benfiquistas já tinham ultrapassado a fase do "denial" mas parece que não. Isso, continuem assim a alegremente a alimentar a vossa própria ilusão que para o ano - se Nossa Sra da Agrela (não há santa tão boa como ela) quiser - cá estaremos de novo para retomar o trilho dos 8 campeonatos em cada 10.
    Divirtam-se no Marquês.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É possível. Só não referi a Santa da Agrela porque nunca a ouvi ao telefone com o Pinto da Costa.

      Eliminar
  7. No Marquês, e no resto do mundo!, que é isso que somos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vocês são é uns anónimos de merda....toca a reconhecer supremacia quando nós, Portistas, sempre o soubemos fazer! Fomos realmente muito poucas vezes piores, mas quando o fomos não precisámos de desculpas nem de teorias da conspiração...imagine que isso vos doa e fira o orgulho. FCP Campeão (Bi,Tri,Tetra e Penta, Europeu e Intercontinental), com mérito de ser o que mais lutou para o ser!

      Eliminar
    2. É que é mesmo em todo o mundo !
      Pelo menos para quem lê aBola:
      https://scontent-b-lhr.xx.fbcdn.net/hphotos-prn2/t1.0-9/10260039_769758236376291_5668364478215465847_n.jpg

      Eliminar
  8. Parece-me que este ano se mexeram menos fora do campo.
    Andam a correr menos e a espumar menos da boca.
    E isto como todos sabemos é a essência do porto. Amarelinha, corrupção e violência.
    Realmente este ano sois menos porto.
    Mas ao ler as tuas palavras, de portista genuína, quase chego a acreditar que o porto é um clube honrado,
    Parabéns por isso pela tua capacidade de tornar quase belo o que de belo e puro tem nada.

    ResponderEliminar
  9. O Porto da C., e de tantos outros como ela, é o Porto que queremos como inimigo! Sem Calheiros, sem Proenças abraçados aos jogadores. No campo, e a jogar à bola! Já agora, o 10 vermelho na foto é um dos maiores!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Porto da C. não é inimigo, é adversário. Infelizmente, o que existe só pode ser inimigo.

      Eliminar
  10. Há uma diferença fundamental entre nós portistas e a maioria dos benfiquistas:
    esta época, nós reconhecemos que o Benfica foi melhor, mais regular, e vai ser campeão com mérito.
    Mas nenhum benfiquista reconhece que ser tricampeão, duas vezes INVICTO é mérito.

    É sempre a ladainha do rui gomes da silva, de suspeições, do "fomos roubados", "não nos deixaram ir mais longe", os árbitros, jagunços, enfim, TUDO serve como desculpa, menos que o Porto foi melhor, mais regular e venceu com mérito.
    Em Portugal é assim:não há crise quando o Benfica vai à frente, é tudo "limpinho".Quando o Porto vai à frente, as TVs procuram 1 FRAME entre MILHÕES de frames nos videotapes para provar que houve "batota", e nesta frame "encontram" a desculpa e o porque do queridinho Benfica ter sido "mais uma vez" prejudicado, e por isso perdeu mais título.

    E não reconhecem NUNCA que foram INCOMPETENTES!!!Tendo 4 pontos de avanço em 2012-2013, festejaram antes do tempo, perderam e obviamente, colocaram a culpa no penalty sobre o James em Paços de Ferreira.

    Mas como escrevi em 2005 e 2010, festejem muito, porque o próximo é só em 2017, ou 2018:-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, são tão magnânimes que 2010 é o campeonato dos túneis, o ano passado era a Liga Capela, este ano o PdC ainda veio tentar dar a conversa de terem sido roubados na Luz.

      Convençam-se, é tudo igual em todo o lado, o resto é a bola a rolar

      Eliminar
    2. A verdade anónimo é que na história do futebol portugues, só Hulk e Sapunaru foram suspensos IMEDIATAMENTE, após terem revidado provocações (provadas em tribunal) de stewards que ali não deviam nem poderiam estar.Outros agridem polícias e jogadores em directo na tv e esperam calmamente pelo julgamento.
      E a prova de que o campeonato foi dos túneis é que, ao invés dos 4 jogos de castigo previstos na lei, Hulk levou 17, e quando voltou a jogar , o FCP nunca mais perdeu um jogo do campeonato com ele em campo.
      Sem mencionar que neste mesmo jogo, o golo de Saviola foi PRECEDIDO DE CLARÍSSIMO FORA-DE-JOGO, mas ....já passou, voces são legítimos campeões, como o FCP foi o legítimo tricampeão no ano passado, no ano retrasado e no ano re-retrasado. Certo?

      Eliminar
    3. hilariante... caso n saiba, o hulk foi suspenso provisoriamente por uma norma proposta pelo próprio fcp... tal como o jj foi esta semana, por exemplo. e caso n saiba, o steward podia estar ali, o q n podia era ter provocado, mas a provocação n justifica abrir a cabeça ao homem. a comparação com a cenas lamentáveis do JJ n fazem sentido nenhum. dizer q os outros n reconhecem mérito qdo voces só falam dos túneis e do capela é hilariante... e já agora, se n sabe matemática eu ajudo, no ano do hulk, o porto tem mais vitórias sem ele do que com ele, mas isso n lhe deve interessar. repito um comentário lá de cima de outro leitor, o fcp até pode ser honrado, mas com tanta merda fica dificil de ver

      Eliminar
  11. Os comentários dos benfiquistas q aqui vomitam o seu mantra, em dia em que ganham o se 3 campeonato em 11 anos mostra bem a diferença entre os clubes. Um clube q tem o lui coca cola Vieira á frente e cujos adeptos querem ser o referente moral deste pais, explica muito da nossa triste situação cívica....

    Mas aproveitem, nunca se sabe quando será o próximo, se para o ano, daqui a dois, três, quatro, ou cinco....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens provas disso da coca e do Vieira, Pedro? É que acerca do Pinto da Costa convidar árbitros para casa há provas no Youtube. Também há documentos sobre pagamentos de viagens ao Brasil a Carlos José Amorim Calheiros. E o árbitro amigo que o Porto escolheu para apitar na inauguração do Estádio do Ladrão foi irradiado...

      Eliminar
  12. "O Porto que eu conheço sempre teve adversidades, mas alimentou-se delas. O Porto que nós vivemos tão intensamente não faz aquela figura triste de cair em todas as armadilhas (vergonhosas, diga-se) do adversário. "

    C, o porto só se fez grande a partir do momento que criou armadilhas aos adversários. Essas foram feitas fora do campo e essas sim foram e são vergonhosas (diga-se).

    JR

    ResponderEliminar