sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Conversa sobre árbitros

Como é que um casal de fanáticos, ele do Benfica e ela do Porto, vivem na mesma casa? Como é que gostam um do outro se detestam tanto o clube do outro? Como é que, nestes dias em que não se fala de outra coisa, não andam constantemente a discutir arbitragens?

Pois, a verdade é que grande parte do segredo desta relação está aqui: não discutir árbitros ou, não o conseguindo evitar, fazendo-o sempre no pressuposto de que o outro vai defender o contrário e não vai mudar de opinião. Não há fanático que o faça racionalmente, não há doente que admita um favorecimento nem há adepto que se esqueça que foi prejudicado.

Na verdade, se nos assumíssemos, a nossa vida seria basicamente isto:


M: Bom dia, C.

C: Colinho. Andas ao colinho.

M: Queres que te faça o pequeno-almoço? Talvez... fruta com café com leite?

C: Não preferes pagar ao Capela para ele mo fazer?

M: Apito Dourado.

C: Vá, M., faz lá isso que estou atrasada. Ao contrário do Maxi, que estava um bocadinho adiantado...

M: Estás atrasada? Mas vais a Penafiel? Lá podes andar à vontade que toda a gente considera que estás atrasada...

C: Calabote.

M: Pronto, vou despachar-me que tenho de ir trabalhar. Tu hoje vais à festa de despedida do Proença não é?

C: Eu e o Cardozo, que ainda se lembra daquelas duas mãos que deu no jogo que vocês tanto falam do Maicon.

M: Escutas.

C: Este fim de semana vamos para a tua casa no Algarve? Tipo Estoril?

M: Sim, mas não vamos pela Cosmos.

C: Rennie.

M: Achas que esta casa é segura? Ou é melhor chamares o Guarda Abel?

C: Vê lá se não faço um túnel no corredor...

M: Azia.

C: Ainda estou à espera que me expulses desta casa. O Cosme demora muito?

M: Calma, não és assim tão caceteira como o Jorge Costa, Paulinho Santos, Bruno Alves, Casemiro...

C: Só choradinho.

M: O Jorge Sousa é dos Super Dragões.

C: O fiscal-de-linha do Guimarães-FCPorto gosta da página de Facebook do Benfica.

M: Andor. Temos de ir trabalhar.

C: Kompensan.

M: Amo-te.

C: Amo-te.



Gostávamos de agradecer aos nossos leitores que enchem a caixa de comentários com argumentos deste género pela preciosa ajuda nesta conversa imaginária.

Também gostaríamos, neste cenário, que alguém do Sporting pudesse viver cá em casa só para acrescentarmos a estes poderosos argumentos os que temos guardados para eles. Mas, infelizmente, como toda a gente sabe, só Benfica e Porto estão unidos pelo casamento. O nosso, portanto. Vamos então tentar mantê-lo.

6 comentários:


  1. @ M

    b-r-a-v-o!
    (e "muito obrigado!" pela gargalhada)

    abr@ço
    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar
  2. Muito bom. Isto sim é 'rivalidade' saudável

    ResponderEliminar
  3. É a primeira vez que vou comentar embora já siga o blog há algum tempo , e desejo-vos as maiores felicidades tanto para o vosso casamento como para este projeto. É o meu blog preferido e só tenho pena que não escrevam ambos mais por vezes, já aqui fiquei várias vezes arrepiado portanto continuem!
    Benfiquista de gema!

    ResponderEliminar
  4. Catarina, mais uma contratação de Benfica via APAF; o Tiago,que apitou o PORTO-Académica.

    ResponderEliminar
  5. Pq nao adoptar um sportinguista

    Rui da Alemanha

    ResponderEliminar
  6. toca a escrever vaáááááá´!

    começo a ficar preocupado com voces, está tudo bem?

    espero que sim.

    um fiel seguidor

    ResponderEliminar