terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Um clássico é sempre um clássico, "se calhar"

Temos escrito menos, muito menos, mas temos boas novas para as quatro pessoas que ainda clicam neste blog: em breve seremos três e, cá em casa, já manda ele. É impressionante o que um ser humano que ainda não está cá fora ocupa: entre berço, carrinho e roupa, os meus pertences estão reduzidos a um espaço cada vez menor. Talvez tenha de sair de casa, como o Maicon. Mas vem aí um Benfica-Porto e cá vimos, explicar-lhe por que sofrem tanto os pais e por que telefonam tanto os avós nesta altura.

Em primeiro lugar, é extremamente injusto que o meu filho cresça na barriga da C. É como jogar no sector visitante nove meses. Suponho que saia sob escolta e que já tenha graffitado a placenta toda com inscrições como "BENFICA CAMPEÃO", "1904", "AWAY DAYS: 7 MESES AND COUNTING", etc. É óbvio que já fez a mãe vomitar e enjoar porque percebeu que era uma azul, só depois de eu o informar que era a mãe dele é que ele parou e a C. passou a ter uma vida mais calma. Suponho que eles resolvam as coisas quando ele sair cá para fora.


Depois do União da Madeira - Benfica, uma das piores exibições de sempre da equipa de futebol profissional do meu clube e quando uma jogada de futebol me parecia um sonho inalcançável, assumi que 2016 seria o ano da paternidade (além do Europeu e Jogos Olímpicos) e, confesso, escapa-me o milagre que sucedeu. O que é certo é que o Benfica arrancou, passou a jogar um futebol apoiado (muito longe daquela coisa que fazíamos no princípio da época), mais seguro e com um ataque demolidor (já decidimos o nome e tenho a dizer-vos, com alguma pena e surpresa, que Jonas Pistolas não foi aceite pela C. A criança ainda não nasceu, mas talvez se o Jonas ganhar a Bota de Ouro ela se convença). Serve isto para dizer ao meu futuro filho que, numa época de crise e em que eu devia estar a poupar para o infantário e brinquedos, é possível que o pai (eu) tenha prometido comprar 20 livros do Rui Vitória se o Benfica for campeão. Além da enorme alegria que isso me vai dar, espero que os livros sejam o suficiente para o ensinar a ler e entreter, porque não sei se vai haver depois dinheiro para brinquedos e escola. Se o Benfica for campeão, eu e o gajo que comprou o Taarabt vamos ficar felicíssimos, mas com aquele sentimento de culpa de quem gastou um dinheiro que não devia.   

Mas, para sermos campeões, muito passa por sexta-feira, dia de clássico, um clássico que o nosso filho ainda não vai viver. O Benfica-Porto dele não vai ser o clássico da minha infância, que se resume neste lance:


Foi contra esta malta que eu tive que crescer. Há aqui várias coisas a salientar: a impunidade era tal, que Secretário fez esta entrada já com cartão amarelo. Vamos fazer uma pausa para tentar imaginar como é que o Secretário teria entrado à bola se não tivesse ainda nenhum cartão. Depois, Preud`Homme a correr para ver se JVP está vivo, claramente sem ainda ter percebido o futebol português, enquanto Paneira, heróico, afasta a equipa daqueles animais todos. Paulinho Santos empurra Domingos para cima do Pratas sem motivo aparente e Rui Jorge, que tem um ar de quem nem na reunião de condomínio levanta a voz, metido ao barulho. E, no fim, a indignação de Mourinho e das Antas. Em boa verdade, não temos acesso ao primeiro amarelo e talvez tenha sido injusto. Se calhar - como dizia o comentador - é por isto que eu detesto o Porto.

(A tua mãe está a ver este vídeo e a dizer que tem saudades destes jogadores. Espero que ela não tenha qualquer influência na tua educação porque é óbvio que ela não tem bons valores a passar-te)

O Benfica-Porto é uma luta, uma guerra, aquelas tretas todas de "mais do que um jogo". Queria que o meu filho crescesse a admirar Paneira por ser frio nestas situações, a querer ser como o Isaías, que partiu os rins ao Couto e a odiar aquela malta toda de azul. O problema é que o Benfica-Porto já pouco tem disto, já não é entendido e jogado a sério. Não que eu tenha saudades daquele Porto, prefiro mil vezes este, que tem um capitão que sai a meio de um jogo em que fez asneira. Mas tenho saudades do Benfica mais Benfica, não quero amar o Jonas e perdê-lo para o ano, quero que ele jogue cá épocas e épocas para sentir estes jogos como nós e jogá-los também por nós. O Benfica-Porto hoje parece jogar-se mais nos negócios com a NOS, nos painéis de comentadores, nos likes no facebook. Falta-me um Mozer a lixar a cabeça ao Couto. Até aqueles animais do vídeo acima me merecem mais respeito que o Maicon. 

Eu detesto o Porto e quero ganhar todos os Benfica-Portos muito por coisas como este vídeo. Porque se o Benfica-Porto é uma luta do Bem contra o Mal, não há maneira deste vídeo não o demonstrar. Eu julgo que é pacífico dizer que derrotar isto é lutar pela civilização. As razões de ordem humanitária para a NATO invadir as Antas nos anos 90 eram evidentes e foi um escândalo que não o fizessem.

Meu querido filho, quando um dia vires este vídeo - e não sei se vou esperar pelos teus 18 anos, dada a violência das imagens, ou se to mostre à nascença e te vacine contra eles para todo o sempre - perceberás que este jogo é para ganhar sempre. Esta sexta-feira, porque pode ser um passo importante para um título, mas noutro dia qualquer porque somos o Benfica e o Benfica não esquece. Não me interessa se eles estão em crise, se já não têm estes animais. Não há perdão nem se um dia eles forem todos tão bonzinhos que até batam palmas se nós marcarmos um golo. Sentir um Benfica-Porto é sentir este clássico, mesmo que tenha sido antes de tu nasceres, é amar Paneira, Isaías e Mozer e odiar João Pinto, Jorge Costa e essa quadrilha. 

Se um dia o meu filho me perguntar "Pai, porque é que odiamos o Porto?" é este vídeo que lhe vou mostrar. E é este vídeo que todos os adeptos e jogadores do Benfica deviam ver antes de entrarem em campo para que não hesitem em correr aquele centímetro a mais, para que os adeptos gritem um bocado mais pelos nossos. 

Sexta-feira, é pelo 35, mas é também pelo meu filho e por todos os "se calhares" que sofremos. Vamos a eles, Benfica!

PS: já agora, se um jogador do Benfica, ainda sem amarelo, puder fazer uma entrada destas ao Maxi - mesmo correndo o risco de levar o amarelo injusto que o Secretário levou - também me parece um vídeo didáctico.

11 comentários:

  1. só para confirmar que o Rui Jorge não levanta a voz na reunião de condomínio.
    Abço
    P.

    ResponderEliminar
  2. Tens a certeza que já não tens febre? Se fosse a ti ainda não trabalhava amanhã!

    ResponderEliminar
  3. Tão sublime a tua prosa e tão real...

    Por isso e por este vídeo M. é que me custa a entender que adeptos de Lisboa prefiram os azuis campeões aos verdes...Foram estes gajos que nos roubaram a hegemonia e da pior maneira possível...

    É disto que eles têm saudades porque foi assim que aprenderam a ganhar...

    Só eu sei o que sofri nos anos 90 durante os tempos de escola em Bragança e na faculdade aqui no Porto...

    Para mim os azuis deviam ficar 100 anos sem ganhar nada...
    Tenho zero de saudades...Que tenham mais Maicons como capitães...

    Ainda assim, acho que não vamos ganhar...Não consigo ser optimista sendo benfiquista dos anos 90...Acho que o nosso ataque avassalador só esconde as debilidades defensivas da nossa parte que continuam a ser mais que muitas...Espero estar enganado...

    ResponderEliminar
  4. @ M

    vídeo interessante...
    substitui os intervenientes por um grego (que jogava de encarnado) e por um brasileiro (que jogou de azul-e-branco), estávamos em Outubro de 2006. só que, ao contrário do Secretário, o 'kat-tesouras-nis' nem amarelo viu, por aquela entrada maldosa sobre o Anderson...
    assim sendo, as tuas razões para odiares o meu FC Porto são exactamente as mesmas para que eu deteste o teu...

    apesar destas divergências, os meus votos para que tudo corra bem, Sexta-feira, e para que vença o melhor ;)

    PS:
    cumprimentos aos futuros papás. isso sim, é que são novidades e o que realmente interessa :)

    abr@ço
    Miguel | Tomo III

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tanta coisa, tanta coisa e o bebé vai sair Portista. O destino é tramado.

      Eliminar
    2. A diferença, a meu ver, é que o Katsouranis toca na bola com o pé direito e tem a perna esquerda recolhida e é com essa que faz a infelicidade de lesionar um jogador por 4 meses...

      Sem olhar a cores não me parece honestamente que o Katsouranis tivesse intenção de partir a perna a ninguém...Já as divergências Secretário e Paulinho Santos vs João Pinto tinham muito extra-futebol. Já para não falar da impunidade de que os jogadores azuis gozaram nos anos 90 que praticamente podiam fazer tudo ao árbitro sem que nada lhes acontecesse...

      Acho que é "deste" ADN que muitos de vocês têm muita saudade...Tenho IMENSOS amigos afectos ao FCP e engraçado que a maior parte não tem saudades de equipas que, a meu ver, reconhecidamente praticaram excelente futebol (2002/2003,2003/2004 e 2010/2011), não, têm saudades dos anos 90...Por que será pergunto eu...

      E não vale muito a pena falar de futebol com o Miguel pois que já dei várias vezes uma vista pelos diferentes blogues dele e ele limita-se a falar de arbitragens, assobios, jornais e estatísticas e falar de futebol jogado = 0 (espaço entre sectores, linhas juntas ou afastadas, contenção, reacção à perda ou outros termos de quem gosta de falar do jogo nunca vi lá escritos).

      P.S.: Felicidades M. e C. e que este ano vos traga essa alegria familiar com tudo o que merecem.

      Eliminar
    3. @ Luís

      "gostei" particularmente da forma como se (in)tenta justificar o injustificável num lance em que, lá está, teve «a infelicidade de lesionar um jogador por 4 meses». enfim...

      e, para que conste: só tenho um blogue. é certo que já vai na sua terceira "edição", mas é só um.
      e, para «falar do jogo» há blogues com especialistas - estilo 4-4-2 e outros que tais. eu sou um comum adepto, que gosta de bitaitar, e de mandar umas larachas. se são sobre assobios, arbitragens, jornalixo ou temas afins, eu é que decido, porque eu é que sou o administrador desse espaço e sou eu que decido sobre o que pretendo expressar.

      mas, acima de tudo, são temas transversais à realidade e/ou ao quotidiano azul-e-branco. no fundo, é como afirmo na sua introdução: «blogue de um portista indefectível exclusivamente para portistas dos quatro costados».

      cumprimentos
      Miguel | Tomo III

      Eliminar
  5. Parabéns pelo novo Benfiquista que está para chegar :)

    ResponderEliminar
  6. O Secretário nem lhe toca. Tanto facciosismo M.
    Grilo Falante

    ResponderEliminar
  7. Bom dia, parabéns antes de mais.
    Queria só dizer que não sou grande seguidor do blog, não deste particular mas de blog's em geral.Gosto de ir lendo aqui e ali, e curiosamente no inicio desta época desportiva foi me dado a ler um post colocado pelo grande benfiquista que aqui escreve.
    Pois bem, nesse post havia, entre alusões ao livro do Rui Vitória, condições médicas ( diabetes ) e rituais supersticiosos, referências ao nosso fraco futebol.
    Ora bem, é verdade que no início de época estavamos mal ao nível da bolinha na relva.. Um Rui Vitória agarrado a algumas ideias que os jogadores traziam, alguns deles, de 6 anos de trabalho do Jesus, e talvez com dificuldade em impor a sua matriz de jogo.
    Estive lá desde o 1º dia, a pouquissimos metros do Benfiquista que "mandalaemcasa", e via vontade e querer por parte dos jogadores, mas as coisas por vezes teimavam em não sair a tempo de não nos deixar nervosos na bancada.
    Ainda assim, recuperamos 7 pontos de desvantagem, jogamos bem melhor à bola hoje em dia ( não embarco na onda do futebol magnífico, calma lá! ) marcamos muitos golos, e estou esperançado num bom jogo e vitória segura no clássico de amanhã.
    Mas se era cedo para falar no início de época, também o é agora, é muito precoce estar a vaticinar o que quer seja, prever tri's e fazer juras de amor a um treinador.
    Vamos com calma, o Benfica continuou depois do que se passou no final da ultima época, abanamos mas não caimos, estamos cá para jogar, lutar, ganhar... e nós na bancada a cantar, gritar, suar, (alguns) fumar, e festejar quando for tempo disso!
    Vamos acreditar do início ao fim!!

    ResponderEliminar
  8. E é por estes "jogadores" que a malta azul e branca suspira...I wonder why

    ResponderEliminar